Escolha as suas informações

Governo garante que não há vales de 50 euros para o setor do comércio
Economia 07.12.2020 Do nosso arquivo online

Governo garante que não há vales de 50 euros para o setor do comércio

Governo garante que não há vales de 50 euros para o setor do comércio

Sebastian Gollnow/dpa
Economia 07.12.2020 Do nosso arquivo online

Governo garante que não há vales de 50 euros para o setor do comércio

Susy MARTINS
Susy MARTINS
A garantia é dada pelo ministro das Classes Médias, Lex Delles, na resposta a uma questão parlamentar.

O Governo não vai atribuir vouchers de 50 euros à população para compras no comércio nacional. Isto significa que a campanha lançada no verão pelo Executivo na hotelaria – através da oferta de vales de 50 euros a cada residente com mais de 16 anos e trabalhador transfronteiriço – não vai ser alargada ao setor do comércio.  

A garantia é dada pelo ministro das Classes Médias, Lex Delles, na resposta a uma questão parlamentar. O alargamento da atribuição gratuita de vales ao comércio foi reivindicado pela central sindical OGBL e pela Confederação Luxemburguesa do Comércio. 

Mas o ministro Delles não concorda com a proposta, considerando que “a procura não iria aumentar substancialmente e que por consequência os lucros dos comerciantes também não seriam significativos”.

Lex Delles explica que os vales para serem utilizados nos hotéis do Luxemburgo tinham como objetivo promover o turismo local e atrair uma nova clientela residente. Estes vouchers são válidos até 31 de dezembro de 2020.Para o setor do comércio existem outros apoios públicos. 

O ministro das Classes Médias evoca a ajuda direta de cinco mil euros para as lojas que foram forçadas a fechar portas temporariamente aquando do primeiro confinamento. Lembra também que as lojas com um corte de 50% do seu volume de negócios podem candidatar-se a receber entre 5.000 a 12.500 euros por parte do Estado. E, Lex Delles promete mais medidas destinadas ao comércio no âmbito do programa “ajuda de relançamento”.


Vouchers de 50 euros para a restauração? É o que reivindica uma petição pública
O site do Parlamento tem desde hoje três novas petições abertas a subscrições.

Há atualmente uma petição pública no site do Parlamento que reivindica que os vouchers de 50 euros sejam oferecidos pelo Governo para serem usados nos hotéis do país possam também ser utilizados na restauração.

O peticionário defende “que muitos dos vouchers ainda não foram utilizados e eles caducam no dia 31 de dezembro”. A distribuição de cupões de 50 euros para usar nos hotéis do país foi uma das medidas tomadas pelo Executivo para apoiar o ramo da hotelaria, fortemente afetado pela crise atual.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas