Escolha as suas informações

Governo britânico baixa previsão de crescimento em 2019 para 1,2%

Governo britânico baixa previsão de crescimento em 2019 para 1,2%

Foto: AFP
Economia 13.03.2019

Governo britânico baixa previsão de crescimento em 2019 para 1,2%

O ministro das Finanças britânico, Philip Hammond, diz que uma "nuvem de incerteza" paira sobre a economia britânica.


O Governo do Reino Unido baixou de 1,6% para 1,2% a sua previsão de crescimento económico para este ano. Na base da revisão está o impacto do processo de saída da União Europeia que ainda está indefinido.

O ministro das Finanças, Philip Hammond, fez na Câmara dos Comuns a sua Declaração de Primavera, com uma revisão da evolução da economia desde a apresentação do Orçamento do Estado, em outubro.

Com base nos últimos dados oficiais, o ministro disse que a economia deverá crescer 1,4% em 2020, mantendo a previsão anterior e 1,6% nos dois anos seguintes.

A economia britânica continua ameaçada pela "nuvem de incerteza" em torno do 'Brexit', afirmou Hammond, um dia depois de o parlamento ter rejeitado pela segunda vez o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia negociado por Londres e Bruxelas.


A video grab from footage broadcast by the UK Parliament's Parliamentary Recording Unit (PRU) shows Britain's Prime Minister Theresa May speaking to the house after losing the second meaningful vote on the government's Brexit deal, in the House of Commons in London on March 12, 2019. (Photo by - / various sources / AFP) / RESTRICTED TO EDITORIAL USE - MANDATORY CREDIT " AFP PHOTO / PRU " - NO USE FOR ENTERTAINMENT, SATIRICAL, MARKETING OR ADVERTISING CAMPAIGNS
Brexit. Parlamento britânico chumbou de novo acordo de saída
O parlamento britânico voltou hoje a chumbar o Acordo de Saída do Reino Unido da União Europeia (UE), com 391 votos contra e 242 votos a favor.

"O voto da noite passada deixou uma nuvem de incerteza que paira sobre a economia e a nossa tarefa mais urgente nesta Câmara é dissipar essa incerteza", explicou o ministro na apresentação da declaração orçamental, num dia em que está prevista uma nova votação no parlamento sobre um eventual 'Brexit' sem acordo.


Notícias relacionadas