Escolha as suas informações

França. Preço do maço de cigarros vai aumentar
Economia 26.09.2022
Inflação

França. Preço do maço de cigarros vai aumentar

Inflação

França. Preço do maço de cigarros vai aumentar

Foto: Marc Wilwert/Arquivo LW
Economia 26.09.2022
Inflação

França. Preço do maço de cigarros vai aumentar

AFP
AFP
A informação foi avançada esta segunda-feira pela primeira-ministra.

Após dois anos de estabilidade, o preço de um maço de cigarros "vai aumentar de acordo com a inflação", anunciou esta segunda-feira a primeira-ministra francesa, Elisabeth Borne, na RMC/BFMTV, antes da apresentação do projeto orçamental de 2023.


França limita aumento dos preços do gás e da eletricidade a 15%
Será atribuído, também, um vale de energia excecional no final do ano a 12 milhões de agregados familiares.

"Posso confirmar que o preço [...] vai aumentar como a inflação. Seria bastante paradoxal se o aumento dos cigarros fosse inferior à inflação", isso significaria que "o preço baixaria de forma relativa", declarou.

"Dado o impacto do tabaco na saúde, penso que será mais compreensível e por isso planeámos indexar o preço do maço de cigarros à inflação", referiu a primeira-ministra.

Governo recua no congelamento fiscal

Na sexta-feira, o diário francês Les Echos indicou que o Governo estava a considerar indexar os impostos sobre o tabaco à inflação, o que significaria um aumento de cerca de 70 cêntimos de euro no preço dos maços de cigarros.

Quando questionado sobre o assunto, o porta-voz do Governo francês Olivier Véran remeteu a resposta para a apresentação da Lei de Financiamento da Segurança Social (PLFSS). "Os anúncios serão feitos nessa altura", disse.


Aumento de 18%. Pão "mais caro do que nunca" na UE
Segundo o Eurostat, a Hungria foi o Estado-membro onde o preço do pão mais aumentou, em agosto, enquanto o Luxemburgo ficou abaixo da média da UE com a terceira menor subida.

Para reduzir o consumo de tabaco, o Governo tem aumentado regularmente os impostos a partir de 2018, até atingir os 10 euros por um maço de 20 cigarros em novembro de 2020. Em 2021 e 2022,  foi introduzido um congelamento fiscal.

Produtores dizem-se "preocupados" com aumento

Na sexta-feira, as tabaqueiras mostraram-se "preocupadas" com a perspetiva de ver aumentar o imposto sobre o tabaco.

Para o presidente da Confederação dos Tabaqueiros, Philippe Coy, qualquer aumento deve ser "muito moderado, cerca de 20 cêntimos por ano".

O responsável apelou a "uma visibilidade plurianual da fiscalidade, como no período anterior de cinco anos", permitindo aos profissionais "dirigir o navio e encontrar as direções certas".


Aumento dos preços já está a afastar clientes da restauração e hotelaria
Num inquérito da Horesca, a maioria dos empresários da Horeca revela já estar a sentir um impacto negativo nas reservas de clientes e mais de 60% diz que estes se estão a retrair devido à subida generalizada dos preços.

Em França, cerca de 24.500 produtores vivem do monopólio de venda de tabaco, que gera 60 a 80% dos seus rendimentos, de acordo com a Confederação das Tabaqueiras.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas