Escolha as suas informações

Finlândia deu dinheiro a desempregados para incentivar o emprego. Mas não funcionou.

Finlândia deu dinheiro a desempregados para incentivar o emprego. Mas não funcionou.

Foto: Getty Images/iStockphoto
Economia 08.02.2019

Finlândia deu dinheiro a desempregados para incentivar o emprego. Mas não funcionou.

O rendimento básico incondicional (RBI) dado pela Finlândia aos desempregados não teve qualquer efeito no emprego. A Finlândia foi o primeiro país a implementar uma experiência de RBI a nível nacional e divulgou os resultados preliminares do teste feito.

Durante dois anos foram entregues todos os meses 560 euros por mês a um grupo selecionado de dois mil desempregados, com idades entre os 25 e os 58 anos. O objetivo era explorar novas formas de distribuir as contribuições sociais, numa altura em que cada vez mais trabalhadores são ameaçados pela robotização.

Mesmo que encontrassem emprego, as pessoas incluídas naquele grupo não deixavam de receber aquela prestação.

No entanto, os resultados não são animadores. O grupo que recebeu o rendimento incondicional não esteve nem melhor nem pior do que aqueles que não receberam.

Houve, no entanto, um efeito positivo. Quem recebeu o dinheiro afirmou que ganhou em bem-estar: menos stress, menos dificuldades de concentração e menos problemas de saúde. Além disso, mostraram mais confiança no futuro.