Escolha as suas informações

Faltam 1.500 trabalhadores no setor da horeca
Economia 12.10.2022
Restauração

Faltam 1.500 trabalhadores no setor da horeca

Restauração

Faltam 1.500 trabalhadores no setor da horeca

Foto: Pierre Matgé/Arquivo
Economia 12.10.2022
Restauração

Faltam 1.500 trabalhadores no setor da horeca

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O secretário-geral da Horesca considera que o custo de vida no país é um dos motivos para esta escassez.

Depois da crise sanitária, o setor da horeca enfrenta outro problema: a falta de mão-de-obra. O secretário-geral da Federação Nacional dos proprietários de Hotéis, Restaurantes e Cafés do Grão-Ducado (Horesca), François Koepp, disse à RTL, que faltam atualmente 1.500 trabalhadores no setor. 

Um problema que não se limita ao Luxemburgo, já que a falta de mão-de-obra alastra-se a toda a Europa. O secretário-geral considera que o custo de vida no país é um dos motivos para esta escassez de trabalhadores.

Como a maioria das outras empresas, também o setor da restauração e hotelaria sentem as consequências do aumento dos preços na alimentação e energia. 


Xavier Bettel.
A guerra, a crise e as prioridades do Governo. O que disse Bettel?
Xavier Bettel dirigiu-se esta terça-feira ao país e, no discurso do Estado da Nação, pediu unidade e garantiu que o governo está preparado para assumir as responsabilidades face à crise que se avizinha.

O secretário-geral da Horesca diz ainda que certos produtos viram o seu preço aumentar 40%, o que faz com que os clientes frequentem menos vezes os restaurantes, numa preocupação de poupar dinheiro.    

Nas declarações François Koepp saudou ainda a decisão do Executivo em não aumentar os impostos, o que dá alguma segurança no planeamento das empresas. E considera ainda que manter a atratividade do Luxemburgo é essencial para atrair mais empresas para o país, e assim financiar o sistema social através dos impostos.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O setor da Horeca não ficou surpreendido com a decisão do Governo em manter os cafés e restaurantes fechados até 15 de janeiro de 2021. Mas diz que o sentimento geral no setor é de desespero.