Escolha as suas informações

Facebook multado em 4,48 mil milhões de euros por controlo de dados
Economia 25.07.2019 Do nosso arquivo online

Facebook multado em 4,48 mil milhões de euros por controlo de dados

Facebook multado em 4,48 mil milhões de euros por controlo de dados

Foto: AFP
Economia 25.07.2019 Do nosso arquivo online

Facebook multado em 4,48 mil milhões de euros por controlo de dados

Redação
Redação
A multa é a maior imposta por violação da vida privada dos consumidores.

O regulador norte-americano impôs uma multa recorde de cinco mil milhões de dólares ao Facebook por ter "enganado" os utilizadores da rede social sobre a sua capacidade de controlar a confidencialidade dos dados pessoais. A multa, equivalente a 4,48 mil milhões de euros, é a maior imposta por violação da vida privada dos consumidores, segundo um comunicado publicado pelo regulador (Federal Trade Commission, FTC).

As autoridades impuseram também a criação de um comité independente sobre a proteção da vida privada, "suprimindo o controlo absoluto do líder do Facebook, Mark Zuckerberg, sobre as decisões que afetam a confidencialidade dos utilizadores", precisou o regulador.

"Os membros do comité de proteção da vida privada devem ser independentes e serão nomeados por um comité de nomeação independente", acrescentou. Em comunicado, o Facebook reagiu indicando que o acordo com as autoridades que levou a esta sanção implica "uma mudança fundamental" na sua forma de trabalhar. "O tipo de responsabilidade exigido pelo acordo vai mais longe do que a lei norte-americana e esperamos que seja um modelo para todo o setor", afirmou.

A rede social comprometeu-se a acrescentar funcionalidades que permitem aos utilizadores controlar melhor a sua privacidade em todos os níveis da plataforma e fornecer relatórios regulares sobre os riscos, os problemas e soluções aplicadas para assegurar a confidencialidade das informações.

As autoridades investigavam há mais de um ano o papel do Facebook num escândalo que envolvia a empresa britânica Cambridge Analytica, que trabalhou para a campanha eleitoral de Donald Trump em 2016 e desviou dados pessoais de milhões de utilizadores em todo o mundo.

No mesmo dia, o Facebook anunciou uma descida de 50% dos seus lucros no segundo trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, para os 2,3 mil milhões de euros. A responsabilidade por esta descida foi atribuída à multa recorde de 4,5 mil milhões de euros.

A empresa da rede social homónima já tinha constituído uma provisão de 2,7 mil milhões de euros à espera desta multa, anunciando que o montante total poderia atingir os 4,5 mil milhões.

Redação com Lusa


Notícias relacionadas

O Facebook admitiu à Comissão Europeia que os dados de "até 2,7 milhões" de utilizadores daquela rede social a residir na União Europeia possam ter sido transmitidos de "maneira inapropriada" à empresa britânica Cambridge Analytica. No Luxemburgo, o desvio de dados pessoais de utilizadores do Facebook poderá ter afetado 2.645 pessoas. Em Portugal foram cerca de 63 mil.
(FILES) In this file photo taken on March 22, 2018 a cellphone and a computer screen display the logo of the social networking site Facebook in Asuncion.
Up to 2.7 million people in the European Union may have been affected by the Facebook personal data scandal, the bloc announced April 6, saying they would demand further answers from the social media giant. / AFP PHOTO / NORBERTO DUARTE
O Facebook vai lançar, nas próximas semanas, medidas para dar mais privacidade aos utilizadores, afirmando que "percebeu claramente" que as ferramentas disponíveis "são difíceis" de encontrar e que "tem de fazer mais" para informar os utilizadores da rede social.