Escolha as suas informações

Excedente comercial alemão recua quase 9% em junho
Economia 08.08.2017 Do nosso arquivo online

Excedente comercial alemão recua quase 9% em junho

Excedente comercial alemão recua quase 9% em junho

Foto: Reuters
Economia 08.08.2017 Do nosso arquivo online

Excedente comercial alemão recua quase 9% em junho

O excedente comercial da Alemanha caiu 8,9% em junho, para 22,3 mil milhões de euros, face a igual mês do ano anterior, indicou o Departamento de Estatística alemão (Destatis).

O excedente comercial da Alemanha caiu 8,9% em junho, para 22,3 mil milhões de euros, face a igual mês do ano anterior, indicou o Departamento de Estatística alemão (Destatis).

Em junho de 2016, o excedente comercial situou-se em 24,5 mil milhões de euros, sendo que em junho deste ano o excedente da balança comercial, corrigido do calendário e ajustado da sazonalidade, fixou-se em 21,2 mil milhões de euros.

As exportações, por sua vez, cresceram 0,7% em termos homólogos, para 107,2 mil milhões de euros, enquanto as importações aumentaram 3,6%, para 85 mil milhões de euros, quando comparadas com igual mês do ano anterior.

No entanto, as vendas ao estrangeiro corrigidas do calendário e ajustadas da sazonalidade tiveram uma queda de 2,8% em junho, para 105 mil milhões de euros, face a maio, enquanto as importações caíram 4,5% no mês em apreço, para 83,7 mil milhões de euros, relativamente ao mês anterior.

Esta queda das exportações em junho, de 2,8%, foi a mais acentuada desde agosto de 2015, terminando com cinco meses consecutivos de crescimento, enquanto a quebra das importações, de 4,8%, foi a maior desde janeiro de 2009.

Os analistas consultados pela agência de informação financeira Bloomberg esperavam que as exportações e as importações crescessem ambas 0,2% em junho, face ao mês anterior, e que o excedente comercial se situasse nos 23 mil milhões de euros.


Notícias relacionadas

Segundo uma estimativa rápida do gabinete estatístico da UE, o Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro recuou 15,0% face ao segundo trimestre de 2019 e 12,1% na comparação com os primeiros três meses do ano.
Segundo dados do Eurostat, avançados um dia depois de ter sido assinado o acordo de livre comércio entre a União Europeia e o Canadá (CETA), as importações do Luxemburgo deste país norte-americano foram superiores às exportações.
O Luxemburgo compra mais ao Canadá do que aquilo que vende.