Escolha as suas informações

Eurostat: Grécia foi o Estado-membro em que mais caiu a despesa pública em 2014

Eurostat: Grécia foi o Estado-membro em que mais caiu a despesa pública em 2014

Foto: AFP
Economia 2 min. 08.07.2015

Eurostat: Grécia foi o Estado-membro em que mais caiu a despesa pública em 2014

A Grécia e a Eslovénia foram os países que mais cortaram as despesas públicas em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) entre 2013 e 2014, segundo os dados divulgados pelo Eurostat.

A Grécia e a Eslovénia foram os países que mais cortaram as despesas públicas em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) entre 2013 e 2014, segundo os dados divulgados pelo Eurostat.

O gabinete de estatísticas da União Europeia indica que a Grécia gastou, em 2014, 49,3% do seu PIB em gastos públicos, menos 10,7 pontos percentuais do que em 2013, o que representa a maior queda entre os Estados-membros da União Europeia.

Em média, o Estado grego gastou 8.039 euros com cada cidadão, abaixo da média da União Europeia, de 13.153 euros.

A maior parte da despesa pública na Grécia é – tal como nos restantes Estados-membros - dedicada à proteção social, 37,8% do total, estando esse valor mesmo abaixo da média, quer da zona euro (41%), quer da União Europeia (40,2%).

Do total gasto pelo Governo grego em proteção social, a maior fatia – também aqui em linha com os restantes países – vai para as pensões de velhice (24,3% dos 32,4%), neste caso ligeiramente acima da média da zona euro (22%) e da UE (21,4%).

O tema das pensões - da reforma do sistema e de cortes nos subsídios dados pelo Estado - tem sido o que mais tensão tem criado nas negociações entre os credores e Atenas nos últimos meses, sem que tenham chegado a qualquer acordo.

No entanto, nos próximos dias tem de ser alcançado um acordo para que haja um novo pacote de resgate para a Grécia, sob pena de o país sair da zona euro.

Depois da Grécia, em 2014, a Eslovénia foi o país com uma maior queda das despesas públicas, de 9,9 pontos percentuais para 49,8% do PIB.

Tanto no caso da Grécia como da Eslovénia, o valor gasto em despesas públicas em 2014 está em linha com as despesas médias da União Europeia (UE).

Em 2014, o total de despesas públicas representava cerca de 48,1% do PIB da UE, ligeiramente abaixo dos 48,6% de 2013, sobretudo dedicadas à proteção social.

Os valores mais altos gastos em despesas públicas registaram-se na Finlândia (58,7%), na Dinamarca (57,0%) e em França (57,2%) e os mais baixos nos países bálticos Lituânia (34,9%), Letónia (36,9%) e Estónia (38,8%) e ainda na Roménia (34,9%), Irlanda (39,5%) e Bulgária (39,2%).

Em Portugal, as despesas públicas representaram 49% do PIB, em 2014, menos 1,1 pontos percentuais face a 2013.

Já o maior aumento das despesas públicas em 2014 aconteceu em Chipre, de 7,7 pontos percentuais para 49,1% do PIB.

 


Notícias relacionadas

Eurostat: Luxemburgo tem a segunda menor dívida pública da UE
O Luxemburgo tem a segunda menor dívida pública da União Europeia (UE). De acordo com o Eurostat, a dívida situou-se nos 21,8% do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre deste ano, o que equivale a 11,4 mil milhões de euros. Já Portugal tem a terceira dívida mais alta.
A dívia luxemburguesa situa-se nos 21,8% do PIB