Escolha as suas informações

Euribor. Prestação da casa sobe entre 89 e 202 euros em outubro
Economia 2 min. 30.09.2022
Portugal

Euribor. Prestação da casa sobe entre 89 e 202 euros em outubro

Portugal

Euribor. Prestação da casa sobe entre 89 e 202 euros em outubro

Foto: Shutterstock
Economia 2 min. 30.09.2022
Portugal

Euribor. Prestação da casa sobe entre 89 e 202 euros em outubro

Lusa
Lusa
A prestação da casa paga pelos clientes bancários no crédito à habitação vai subir em outubro entre 89 e 202 euros nos contratos indexados à Euribor a três, seis e 12 meses, segundo a Deco.

A prestação da casa paga pelos clientes bancários no crédito à habitação vai subir em outubro entre 89 e 202 euros nos contratos indexados à Euribor a três, seis e 12 meses, face às últimas revisões, segundo a Deco/Dinheiro&Direitos.

A simulação da entidade mostra que um cliente com um empréstimo no valor de 150 mil euros, a 30 anos, indexado à Euribor a seis meses e com um 'spread' (margem de lucro do banco) de 1%, passa a pagar a partir de outubro 600,20 euros, um aumento de 146 euros face à última revisão, em abril.

Já no caso de um empréstimo nas mesmas condições (valor e prazo de amortização), mas indexado à Euribor a três meses, o cliente passa a pagar 555,25 euros, um aumento de 89,08 euros em relação a julho deste ano.

Por fim, nos empréstimos indexados à Euribor a 12 meses, a prestação da casa, para um empréstimo nas condições referidas, será de 651,41 euros, uma subida de 202,10 euros em relação a outubro do ano passado.

Estes valores foram calculados tendo em conta as médias da Euribor no mês de setembro, de 1,596% a seis meses, 1,011% a três meses e 2,233% a 12 meses, segundo a Deco.

No último dia de setembro, esta sexta-feira, as taxas Euribor subiram a três e a seis meses e desceram a 12 meses face a quinta-feira.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno positivo em 06 de junho, avançou esta sexta-feira para 1,809%, mais 0,009 pontos, depois de ter subido na quarta-feira até 1,858%, um máximo desde janeiro de 2009.

 A Euribor a três meses, que entrou em 14 de julho em terreno positivo pela primeira vez desde abril de 2015, também avançou hoje, ao ser fixada em 1,173%, mais 0,013 pontos, depois de ter subido em 27 de setembro até 1,228%, um novo máximo desde janeiro de 2012.

Em sentido contrário, no prazo de 12 meses, a Euribor recuou esta sexta-feira, pela terceira vez desde 09 de setembro, ao ser fixada em 2,556%, menos 0,022 pontos, contra 2,625% em 27 de setembro, um novo máximo desde fevereiro de 2009. 

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A taxa fixa dos empréstimos à habitação está num nível mais baixo do que a taxa variável. Os dados divulgados hoje pelo Banco Central do Luxemburgo indicam que a taxa variável aumentou ligeiramente para os 1,67% em Julho de 2016, enquanto a fixa desceu para os 1,64% no mesmo período.
A taxa variável aumentou ligeiramente para os 1,67% em Julho de 2016, enquanto a fixa desceu para os 1,64% no mesmo período