Escolha as suas informações

Estas são as cinco comunas mais caras do Luxemburgo
Economia 2 min. 11.11.2020

Estas são as cinco comunas mais caras do Luxemburgo

Estas são as cinco comunas mais caras do Luxemburgo

Foto: Gerry Huberty/Luxemburger Wort
Economia 2 min. 11.11.2020

Estas são as cinco comunas mais caras do Luxemburgo

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
No Grão-Ducado, o preço por metro quadrado de um apartamento pode ir dos seis mil até aos 12 mil euros.

O Luxemburgo é caro, não há aí novidade. Sendo um dos países mais ricos do mundo, o preço de um apartamento pode chegar quase aos dois milhões de euros, um valor muito acima das possibilidades da maioria das pessoas. 

A pandemia fez disparar os valores do mercado imobiliário e o preço médio das casas aumentou 11,2% entre o primeiro e o terceiro trimestres de 2020, enquanto que os apartamentos tiveram um aumento de 9,4%.   

Segundo os dados do Instituto de Investigação Socioeconómica do Luxemburgo (Liser), nas cinco comunas mais caras do Grão-Ducado, o preço por metro quadrado de um apartamento pode ir dos seis mil euros até 12 mil euros. Os dados foram estudados entre um de julho de 2019 e 30 de junho de 2020. 

A comuna mais cara continua a ser a cidade do Luxemburgo,  com o preço por metro quadrado para apartamentos a atingir um custo médio de 11.657 euros, Já  as casas atingem uma média de 8.971 euros por metro quadrado. O preço médio de um apartamento são 894.929 euros, e para uma casa chega aos 1.560.709 euros.

Bertrange surge logo a seguir na tabela das comunas mais caras. São 10.796 euros por metro quadrado para um apartamento, e 8.702 euros por metro quadrado para uma casa. Strassen fica em terceiro lugar com um preço por metro quadrado a chegar aos 9.358 euros para um apartamento e 8.398 para as casas. O preço médio de um apartamento excede um milhão enquanto o preço médio de uma casa são 1.777.728 euros. 

Walferdange ocupa o quarto lugar das comunas mais caras, onde o preço do m2 é 9.426 euros. Uma moradia pode custar 1.568.575 euros. Por último surge Kopstal, no cantão de Capellen, onde se paga em média 6.817 euros por m2. O preço de um apartamento chega aos 1.087.639 euros. 

De acordo com a agência imobiliária Immotop.lu, entre o segundo e o terceiro trimestre houve um aumento da oferta em 39% para casas e 14,6% e para apartamentos. A procura continua alta, com uma média de 7,25 pedidos de contacto por anúncio de casa, e 3,22 por anúncio de apartamento.   

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas