Escolha as suas informações

Estado vai reembolsar 386 milhões à CNS
Economia 20.11.2020

Estado vai reembolsar 386 milhões à CNS

Estado vai reembolsar 386 milhões à CNS

Foto: Guy Jallay
Economia 20.11.2020

Estado vai reembolsar 386 milhões à CNS

Susy MARTINS
Susy MARTINS
A Caixa Nacional da Saúde tem reservas de 850 milhões de euros, mas com a pandemia o montante diminuiu consideravelmente.

A Caixa Nacional de Saúde (CNS) teve de assumir durante a crise sanitária algumas despesas públicas, nomeadamente o pagamento da licença por razões familiares ou ainda a licença para apoio familiar, que foram muito solicitadas durante o primeiro confinamento, de março a maio. O Estado tem agora de reembolsar o dinheiro avançado pela CNS.

Como a CNS prevê um défice para 2021, o ministro da Segurança Social, Romain Schneider, informou que em caso de necessidade é preciso recorrer às reservas.

No total, são 386 milhões de euros que o Estado vai reembolsar. Um valor que será repartido em várias ‘tranches’. A primeira, no valor de 200 milhões de euros, vai ser paga ainda em 2020. A restante verba será transferida para a CNS entre 2021 e 2023, mais precisamente 62 milhões de euros por ano.

Atualmente, a Caixa Nacional da Saúde tem reservas de 850 milhões de euros, mas com a pandemia o montante diminuiu consideravelmente, daí o Estado ter decidido reembolsar a CNS, muito solicitada desde março.

O projeto de lei foi apresentado esta quinta-feira pelo ministro da Segurança Social, Romain Schneider, em comissão parlamentar.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas