Escolha as suas informações

Empresas de comércio a retalho podem pedir ajudas até 50.000 euros
Economia 03.08.2020

Empresas de comércio a retalho podem pedir ajudas até 50.000 euros

Empresas de comércio a retalho podem pedir ajudas até 50.000 euros

AFP
Economia 03.08.2020

Empresas de comércio a retalho podem pedir ajudas até 50.000 euros

Susy MARTINS
Susy MARTINS
As empresas do comércio a retalho podem pedir a partir de hoje, uma ajuda financeira direta não reembolsável. O montante da ajuda é de 1.000 euros por cada assalariado para o mês de julho, de 750 euros para o mês de agosto e de 500 euros para o mês de setembro. No entanto, a ajuda não pode ultrapassar os 50.000 euros.

Segundo a Direção-Geral das Classes Médias, as empresas deverão introduzir um pedido para cada mês em que solicitam o apoio financeiro.

Para aceder a este subsídio a fundo perdido as empresas devem preencher vários requisitos. De destacar o facto de estar reservado a empresas de comércio a retalho que foram obrigadas pelo Governo a cessar temporariamente as suas atividades por causa da crise pandémica da covid-19 ou que sofreram uma queda de pelo menos 50% do seu volume de negócios entre 15 de março e 15 de maio.

Note-se ainda que as empresas que pediram a subvenção para o desemprego parcial nos meses em que pretendem esta ajuda, não têm direito a esta compensação financeira.

O formulário de pedido está disponível, a partir de hoje, no site Guichet.lu.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas