Escolha as suas informações

Emprego no setor financeiro ainda não está a sofrer impacto da digitalização
Economia 30.10.2019

Emprego no setor financeiro ainda não está a sofrer impacto da digitalização

Emprego no setor financeiro ainda não está a sofrer impacto da digitalização

Foto: Anouk Antony
Economia 30.10.2019

Emprego no setor financeiro ainda não está a sofrer impacto da digitalização

Diana ALVES
Diana ALVES
As previsões globais apontam para que a digitalização venha a mexer com o emprego no setor financeiro mas, no Luxemburgo, a entidade reguladora não é alarmista.

A longo prazo acredita-se que a digitalização, a gestão automatizada, o ‘backoffice’ automatizado ou ainda o chamado ‘cloud computing’ acabem com vários postos de trabalho, uma quebra que poderá variar entre os 20% e os 30%.

Ouvidos na Câmara dos Deputados, no âmbito das discussões sobre o Orçamento do Estado para 2020, os responsáveis da Comissão de Supervisão do Setor Financeiro (CSSF) sublinharam, porém, que é “muito difícil” quantificar essa perda. Por outro lado, não esperam grandes mudanças no que toca ao volume de atividades neste setor.

Os peritos do regulador financeiro explicaram que a digitalização “ainda não teve grandes repercussões” e que é “muito difícil” dizer quando é que elas se vão fazer sentir.

A CSSF adianta que tem sido confrontada com “sinais mistos”, já que, por um lado, verifica uma diminuição do número de empresas implantadas no Luxemburgo e, por outro, constata que o volume de atividades “permanece estável e até positivo”.