Escolha as suas informações

Emigrantes vão ter acesso a moratórias nos créditos à habitação em Portugal
Economia 16.04.2020 Do nosso arquivo online

Emigrantes vão ter acesso a moratórias nos créditos à habitação em Portugal

Emigrantes vão ter acesso a moratórias nos créditos à habitação em Portugal

Foto: DR
Economia 16.04.2020 Do nosso arquivo online

Emigrantes vão ter acesso a moratórias nos créditos à habitação em Portugal

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Possibilidade de suspender temporariamente as prestações bancárias vai ser alargada a não residentes no país, anunciou a Associação Portuguesa de Bancos.

 Os emigrantes portugueses com empréstimo bancário para compra de casa também vão ter direito a moratórias no crédito à habitação.

O anúncio foi feito pelo presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), Faria de Oliveira, numa entrevista à RTP3, esta terça-feira, 14 de abril. 

Segundo avançou o responsável, a suspensão temporária do pagamento das prestações do crédito a habitação que já tinha sido aprovada para os residentes em território português será alargada a segundas residências, numa moratória privada, lançada pelos próprios brancos e complementar à moratória criada pelo Estado para habitações permanentes e empresas.

A notícia da Associação Portuguesa de Bancos chega poucos dias depois de António Costa ter admitido que os emigrantes seriam incluídos nesse processo.

Numa entrevista ao programa da TVI, 'Você na TV', com Manuel Luís Goucha, o primeiro-ministro português afirmou, em resposta à pergunta de um emigrante, as moratórias dos créditos à habitação podem ser pedidas através da internet e que não lhe constava que fosse "restrita a moratória a quem seja residente em Portugal".  “Não há nenhuma razão para que assim seja”, acrescentou na altura.


Luxemburgo. Bancos concedem 7000 moratórias a pequenas e médias empresas
Os proprietários de pequenas e médias empresas e independentes irão poder adiar por seis meses o pagamento dos seus empréstimos bancários.

Ao abrir-se “a área do crédito à habitação que não seja de habitação própria permanente", referiu Faria de Oliveira na entrevista à RTP3, dá-se a possibilidade aos “não residentes, isto é, aos emigrantes” de pedir para que as prestações dos empréstimos sejam suspensas temporariamente, podendo ser pagas mais adiante, em termos ainda a definir. 

 O presidente da APB adiantou que a medida ainda está a ser trabalhada, depois da consulta à Autoridade da Concorrência, e deverá ficar fechada nos próximos dias.  

Além do crédito de habitação para segunda residência, esta moratória dos bancos vai incluir também o crédito ao consumo.


  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.