Escolha as suas informações

Em 2015: Falências aumentaram no Luxemburgo
Economia 21.08.2016 Do nosso arquivo online

Em 2015: Falências aumentaram no Luxemburgo

Em 2015: Falências aumentaram no Luxemburgo

Foto: Shutterstock
Economia 21.08.2016 Do nosso arquivo online

Em 2015: Falências aumentaram no Luxemburgo

O número tinha sido avançado em Janeiro pela instituição alemã Creditreform mas, só agora, foi oficialmente confirmado pela Secretária de Estado da Economia, Francine Closener. No ano passado, 873 empresas declararam falência no Luxemburgo, um aumento de 3,3% face a 2014.

O número tinha sido avançado em Janeiro pela instituição alemã Creditreform mas, só agora, foi oficialmente confirmado pela Secretária de Estado da Economia, Francine Closener. No ano passado, 873 empresas declararam falência no Luxemburgo, um aumento de 3,3% face a 2014.

Em resposta a uma questão parlamentar, Francine Closener revelou números que mostram que as falências em geral têm vindo a aumentar de forma constante nos últimos dois anos: Em 2014, 850 empresas foram declaradas insolventes, enquanto que o número subiu para 873 em 2015. Um aumento de 3,3%.

Os sectores mais afectados pelas falências no Luxemburgo durante o ano passado foram as actividades financeiras e de seguros (156), seguindo-se a área por alimentos e bebidas (Horeca - 125) e construção civil (124).

Contudo, e em sentido inverso, 3.477 empresas foram criadas em 2014 no Luxemburgo, acima das 3.368 fundadas no ano anterior. Dados do STATEC mostram que o sector dos serviços foi o que mais empresas criou nesse ano (3.111), enquanto a área da indústria se ficou apenas pelas 39 e no sector da construção estagnou (310).

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Empresas: Falências sobem 30% no Luxemburgo
As falências estão a aumentar no Luxemburgo. No primeiro semestre deste ano, foram 533 as empresas que fecharam portas, o que representa um aumento de 30%, face ao mesmo período do ano passado.
As lojas Meng Drogerie encerraram em Maio