Escolha as suas informações

Elon Musk vendeu cerca de quatro mil milhões de euros de acções da Tesla após sondagem no Twitter
Economia 3 min. 11.11.2021
Bolsa

Elon Musk vendeu cerca de quatro mil milhões de euros de acções da Tesla após sondagem no Twitter

Bolsa

Elon Musk vendeu cerca de quatro mil milhões de euros de acções da Tesla após sondagem no Twitter

Foto: Patrick Pleul/dpa-Zentralbild/dp
Economia 3 min. 11.11.2021
Bolsa

Elon Musk vendeu cerca de quatro mil milhões de euros de acções da Tesla após sondagem no Twitter

Redação
Redação
Apesar de estar a ser partilhado como consequência da interação com os seguidores da rede social, os comunicados ao regulador do mercado mostram que o plano de venda de ações já estava em curso.

O chefe do executivo da Testa, Elon Musk, vendeu cerca de quatro mil milhões de euros em ações, segundo relatos do próprio divulgados pela agência Reuters, poucos dias depois de ter sondado os utilizadores do Twitter sobre a venda de 10% da sua participação na empresa. 

O lote de ações da Tesla resultou num encaixe pessoal de cerca de 1.100 milhões de dólares, equivalente a 960 milhões de euros.

Segundo a agência Reuters, apesar do feito estar a ser partilhado como se fosse consequência da sua interação com os seguidores da rede social, os comunicados obrigatórios ao regulador do mercado mostram que o plano de venda de ações já estava em curso bem antes de o empresário ter perguntado aos seus seguidores no Twitter se achavam boa ideia Musk vender até 10% das ações.

A mesma agência aponta que na sua primeira venda de ações desde 2016, o fundo Musk vendeu quase 3,6 milhões de ações da Tesla, no valor de cerca de 3,488 mil milhões de euros, enquanto também vendeu mais 934.000 ações por cerca de mil milhões de euros, depois de exercer opções para adquirir quase 2,2 milhões de ações. 


Elon Musk anuncia robot humanóide para executar as tarefas "perigosas ou aborrecidas"
A Tesla deverá apresentar o primeiro protótipo deste robot humanóide no próximo ano.

Os 4,5 milhões de ações equivalem a cerca de 3% da sua participação total no fabricante de veículos elétricos, o que constitui a grande parte da sua fortuna estimada em 245,708 mil milhões de euros, segundo a Forbes. 

No sábado, Musk sondou os utilizadores do Twitter sobre a venda de 10% da sua participação, ajudando a fazer baixar o preço das ações de Tesla, depois de uma maioria no Twitter ter dito que concordava com a venda. As ações afundaram 12% na terça-feira numa venda de vários dias que pôs em perigo a posição da empresa no patamar de um trilião de dólares americanos, tendo recuperado 4,3% na quarta-feira.

As vendas de ações adicionais foram separadas e fornecem a Musk reservas financeiras consideráveis, dado que a sua riqueza está largamente ligada às suas participações na Tesla e na SpaceX. Musk tem mais de 20 milhões de opções de ações que deverão expirar em agosto do próximo ano. 

Musk lembrou que não recebe um salário nem ganha bónus anuais, pelo que vender ações é a única forma que tem para pagar os controversos impostos relacionados com a valorização potencial de investimentos, ou seja, impostos que têm de ser pagos em alguns instrumentos financeiros (como opções) mesmo que não haja venda e realização de mais-valia.

Ultimamente, tem-se falado muito sobre as mais-valias potenciais (os ganhos só se concretizam quando há venda) serem um meio de evasão fiscal, por isso, proponho vender 10% das minhas ações na Tesla. Apoiam isto?”, questionou Musk, no Twitter.

Embora a Tesla tenha perdido perto de 130 mil milhões de euros em valor de mercado esta semana, os investidores de retalho têm sido compradores líquidos das ações. Na quarta-feira, cerca de 58% das ordens de negociação da Tesla no website da empresa de investimentos Fidelity, foram para compras, em vez de vendas. 

O sentimento de otimismo voltou às opções da Tesla na quarta-feira, com cerca de 1,1 compras negociadas por cada venda. As compras são tipicamente utilizadas para negociações em alta, enquanto a venda mostra uma tendência de baixa. 

As opções da empresa foram responsáveis por cerca de 95 mil milhões de euros em trocas de prémios nas últimas duas semanas, o que representa cerca de um em cada três dólares negociados no mercado de opções listadas nos EUA, de acordo com uma análise da Reuters dos dados de Alerta Comercial. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.