Escolha as suas informações

Duas semanas para ver e testar novos carros no Autofestival 2022
Economia 4 min. 24.01.2022
Automóveis

Duas semanas para ver e testar novos carros no Autofestival 2022

Durante 13 dias, os aficionados dos carros e motas poderão visitar mais de 170 stands no país, de um total de 80 concessionários.
Automóveis

Duas semanas para ver e testar novos carros no Autofestival 2022

Durante 13 dias, os aficionados dos carros e motas poderão visitar mais de 170 stands no país, de um total de 80 concessionários.
Foto: Chris Karaba
Economia 4 min. 24.01.2022
Automóveis

Duas semanas para ver e testar novos carros no Autofestival 2022

A 58.ª edição do festival do automóvel vai decorrer entre 24 de janeiro e 5 de fevereiro. Treze dias para visitar os mais de 170 stands dos 80 concessionários de carros e motas. Uma oportunidade para ver e testar os novos modelos.

A partir desta segunda-feira, 24 de janeiro, o Grão-Ducado volta a celebrar a festa do automóvel. Durante 13 dias, os aficionados dos carros e motas poderão visitar mais de 170 stands no país, de um total de 80 concessionários. 

É a oportunidade perfeita para os clientes conhecerem as novas tendências do mundo automóvel, descobrir os últimos desenvolvimentos tecnológicos e tirar partido das ofertas especiais da 58.ª edição do tradicional Autofestival.

Tal como no ano passado, o certame organizado pela Federação dos Garagistas, a FEDAMO, vai ser mais longo do que o habitual, com duas semanas em vez dos 10 dias de edições anteriores, com abertura aos fins de semana. O objetivo é evitar que muitos clientes se concentrem ao mesmo tempo nos concessionários. As conhecidas medidas sanitárias, como o uso da máscara, o distanciamento físico e a desinfeção das mãos, são obrigatórias durante as visitas aos stands.

Uma das principais novidades da edição deste ano é o lançamento de mais de 100 novos modelos elétricos e híbridos da última geração de motores a gasolina e diesel, grande parte dos quais já estará em exposição no Autofestival.

Esta continua a ser a melhor época do ano para comprar um carro novo a um concessionário luxemburguês. Os preços são mais atrativos e cada vez mais flexíveis. É também o momento ideal para comparar e experimentar as marcas mais recentes e beneficiar de descontos especiais e ofertas de trocas mais vantajosas.

Ultrapassar a crise

Apesar de um declínio nas vendas em 2021, os concessionários estão otimistas. As listas de encomendas estão cheias, apesar dos prazos de entrega mais longos para encomendas de fábrica de vários modelos.

No entanto, para o Autofestival, os concessionários terão stocks e pré-encomendas com prazos de entrega razoáveis, garantiu a organização. “Se os fabricantes conseguirem estabilizar a produção, estou confiante de que os concessionários luxemburgueses terão um bom ano em 2022”, afirmou, Philippe Mersch, presidente da FEDAMO.

O setor automóvel tem sofrido um forte impacto desde o início da crise da pandemia da covid-19. Se nos primeiros nove meses de 2021 o mercado luxemburguês cresceu 2,8% em comparação com o ano anterior, por outro lado registou um declínio de 18,6% em comparação com o mesmo período em 2019.

A razão prende-se com a escassez elevada de componentes eletrónicos, como semicondutores e microprocessadores, produzidos maioritariamente na Ásia, que por vezes prolonga a data de entrega de um carro novo para mais de um ano. Além disso, a transição para os modelos elétricos e as dificuldades relacionadas com a instalação de infraestruturas de carregamento desses veículos também têm influência na compra de um carro novo.

Eletricidade em ascensão

O ano 2021 confirmou a cada vez mais forte tendência de compra dos modelos elétricos, representando nada menos do que 36,8% das vendas de motores híbridos, híbridos plug-in e elétricos, em comparação com 19,8% das vendas em 2020. Este crescimento deve-se não só ao aumento da gama de motores elétricos, mas sobretudo ao esquema de incentivos do Estado, que reembolsa oito mil euros na compra de um veículo elétrico e 2.500 euros na compra de um automóvel híbrido.

O atual esquema de apoio à compra de carros elétricos termina no dia 31 de março e o Governo ainda não decidiu em que moldes esse incentivo irá continuar. Para a organização do Autofestival, o certame é o momento ideal para optar por um desses veículos.

Ainda assim, mais de 63% das vendas em 2021 foram de carros a gasolina ou gasóleo. Tendo em conta as escolhas dos clientes, os concessionários têm investido fortemente na formação do pessoal de vendas nos últimos anos para oferecer conselhos competentes e objetivos sobre os diferentes tipos de motores, consoante o perfil de utilização e as necessidades do cliente.

A realização da 58.ª edição do Autofestival mostra uma certa resiliência do setor. Especialmente desde que o conceito de espalhar um salão automóvel por quase todos os concessionários do país começou a interessar alguns distribuidores nos países vizinhos. É o caso da Bélgica, tendo a D’Ieteren desistido de participar no Salão Automóvel de Bruxelas, preferindo concentrar-se na sua rede de distribuição e em novas formas de comunicação.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Philippe Mersch, presidente da Federação dos Garagistas Luxemburgueses (Fegarlux), congratulou-se pelo aumento de 7,16% na venda de automóveis no Grão-Ducado que se verificou no primeiro trimestre de 2018, sucesso ligado aos dez dias do tradicional Festival Automóvel, realizado entre 27 de janeiro e 5 de fevereiro.
Philippe Mersch, presidente da Federação dos Garagistas Luxemburgueses (Fegarlux), congratulou-se pelo aumento de 7,16% na venda de automóveis no Grão-Ducado no primeiro trimestre.
Os condutores entre os 70 e os 80 anos vão poder renovar a carta de condução de cinco em cinco anos e não de três em três, como sucede actualmente, anunciou o ministro François Bausch, durante a apresentação oficial da 51a edição do Festival Automóvel.