Escolha as suas informações

Draghi defende os seus estímulos à economia e mantém taxas de juro (atualizada)
Economia 24.10.2019

Draghi defende os seus estímulos à economia e mantém taxas de juro (atualizada)

Mario Draghi presidiu, pela última vez, a uma reunião do Banco Central Europeu.

Draghi defende os seus estímulos à economia e mantém taxas de juro (atualizada)

Mario Draghi presidiu, pela última vez, a uma reunião do Banco Central Europeu.
Foto: AFP
Economia 24.10.2019

Draghi defende os seus estímulos à economia e mantém taxas de juro (atualizada)

Mario Draghi presidiu esta quinta-feira à sua última reunião como presidente do Banco Central Europeu. No final do mês é Christine Lagarde que entra em cena.

Mario Draghi defendeu hoje as medidas implementadas ao longo do seu mandato de oito anos à frente do Banco Central Euros (BCE). O responsável afirmou que “a melhoria na economia mais do que compensou o efeito negativo da política monetária”.

Mario Draghi presidiu esta quinta-feira à sua última reunião como presidente do BCE. No final do mês é Christine Lagarde que entra em cena.

Recorde-se que Draghi foi presidente do BCE durante a crise financeira, que levou países como Portugal, a Irlanda e a Grécia a pedirem ajuda externa. Ao longo dos anos, aplicou medidas de estímulo à economia da zona euro nunca antes vistas, como o programa de compra de ativos.

Esta quinta-feira, na sua última reunião à frente do BCE, Draghi manteve, sem surpresa, o seu programa de estímulos anunciado em setembro e manteve as taxas de juro inalteradas.

Como era esperado, a principal taxa de refinanciamento mantém-se em zero e a taxa de depósito permanece em -0,5%, depois de ter baixado uma décima em setembro. A taxa de juro de facilidade permanente de cedência de liquidez permanece em 0,25%.

O BCE também reiterou que o seu programa de compra de dívida vai ser relançado em novembro, por um período indeterminado, a um ritmo de 20 mil milhões de euros por mês.

O programa de estímulos anunciado em setembro foi polémico, com alguns governadores do BCE a mostrarem-se contra. No entanto, Draghi manteve hoje a sua posição, dizendo que “infelizmente tudo o que aconteceu desde setembro tem mostrado abundantemente que a determinação do conselho de governadores para agir foi justificada".

P.C.S. com Lusa


Notícias relacionadas

Zona euro: BCE mantém juros inalterados
O Banco Central Europeu (BCE) manteve hoje as taxas de juro inalteradas bem como o programa de ativos. A decisão anunciada pelo presidente da instituição, Mario Draghi, já era esperada pelos analistas.
O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, manteve o programa de estímulos à economia da zona euro.