Escolha as suas informações

Dijsselbloem admite em deslize que Centeno será o próximo presidente do Eurogrupo
Economia 04.12.2017 Do nosso arquivo online
Eurogrupo

Dijsselbloem admite em deslize que Centeno será o próximo presidente do Eurogrupo

Eurogrupo

Dijsselbloem admite em deslize que Centeno será o próximo presidente do Eurogrupo

Foto: Reuters
Economia 04.12.2017 Do nosso arquivo online
Eurogrupo

Dijsselbloem admite em deslize que Centeno será o próximo presidente do Eurogrupo

O ainda presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, teve hoje um deslize em que admitiu que o substituto no cargo será o ministro das Finanças, Mário Centeno.

O ainda presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, teve hoje um deslize em que admitiu que o substituto no cargo será o ministro das Finanças, Mário Centeno.

“Sou presidente até dia 12 de janeiro e Mário Centeno [assumirá o cargo] a 13”, disse Dijsselbloem aos jornalistas, à entrada para a reunião do Eurogrupo em que será eleito o próximo presidente do fórum dos ministros das Finanças da zona euro.

Percebendo o deslize, Dijsselbloem acrescentou: “Eu disse Mário Centeno? Claro que não sei isso, mas aparentemente está-me na cabeça”.

“Por favor não me citem”, pediu, numa declaração transmitida em direto.

O fórum de ministros das Finanças da zona euro elege hoje, em Bruxelas, o seu novo presidente, com Mário Centeno, o candidato dos Socialistas Europeus, a surgir como favorito numa corrida a quatro à liderança do Eurogrupo.

Os 19 membros da área do euro vão escolher hoje à tarde o sucessor do holandês Jeroen Dijsselbloem, tendo quatro ministros apresentado na semana passada as suas candidaturas: Mário Centeno, o luxemburguês Pierre Gramegna, o eslovaco Peter Kazimir e a letã Dana Reizniece-Ozola.


Notícias relacionadas

O ministro das Finanças português, Mário Centeno, assume hoje a liderança do Eurogrupo numa cerimónia na embaixada de Portugal em Paris, decorrendo no dia 22 a primeira reunião daquele fórum sob a sua presidência.
Mário Centeno sucede a Jeroen Dijsselbloem, à direita.
O ministro Mário Centeno afirmou hoje, em Bruxelas, que “é uma honra ser o próximo presidente do Eurogrupo”, nas suas primeiras palavras, em inglês, na sala de imprensa do Conselho da União Europeia, em Bruxelas, após ter sido eleito.
New Eurogroup President Portuguese Finance Minister Mario Centeno (R) speaks with fellow candidate Luxembourg's Finance Minister Pierre Gramegna after winning the votes to become the new Eurogroup chief at the European Council in Brussels on December 4, 2017. / AFP PHOTO / EMMANUEL DUNAND
O fórum de ministros das Finanças da zona euro elege hoje, em Bruxelas, o seu novo presidente, com Mário Centeno, o candidato dos Socialistas Europeus, a surgir como favorito numa corrida a quatro à liderança do Eurogrupo. O ministro luxemburguês Pierre Gramegna é um dos candidatos.
Mário Centeno, à esquerda, é apontado como o o mas bem posicionado candidato à sucessão de Jeroen Dijsselbloem, à direita.