Escolha as suas informações

Despedimentos na Eurest começam a 1 de março
Economia 08.02.2021

Despedimentos na Eurest começam a 1 de março

Recurso ao teletrabalho deixou muitos serviços de restauração a empresas completamente paralisados.

Despedimentos na Eurest começam a 1 de março

Recurso ao teletrabalho deixou muitos serviços de restauração a empresas completamente paralisados.
Foto: Pierre Matgé
Economia 08.02.2021

Despedimentos na Eurest começam a 1 de março

Diana ALVES
Diana ALVES
Mais um efeito da crise sanitária.

A empresa Eurest, prestadora de serviços de restauração a empresas, vai eliminar 160 postos de trabalho. A central sindical OGBL e a direção da empresa chegaram a acordo para um plano social que será negociado entre as duas partes. O plano prevê o despedimento de 160 dos 700 trabalhadores da empresa do grupo Compass. 

Na nota divulgada à imprensa o sindicato frisa que a restauração coletiva é um dos setores mais atingidos pela atual crise. A OGBL sublinha que "o encerramento de vários estabelecimentos, as restrições sanitárias e o recurso maciço ao teletrabalho tiveram um impacto considerável na atividade" destas empresas, lamentando que o regresso à normalidade não deverá acontecer tão cedo. 


Covid-19. Patrões e trabalhadores independentes com alívio nas quotizações sociais
Entre as medidas anunciadas, o CCCS vai deixar receber juros de mora em caso de atraso no pagamento das contribuições até 30 de junho de 2021.

Segundo o sindicato, o acordo negociado inclui uma parte consagrada à proteção dos postos de trabalho, de forma a evitar despedimentos puros e duros. Desta forma, reformas antecipadas, redução do tempo de trabalho ou reorientação profissional estão entre as medidas. O plano deverá ser implementados ao longo das próximas quatro semanas. A Eurest é uma empresa do grupo Compass. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas