Escolha as suas informações

De Londres para Cloche d'Or. Airbnb deslocaliza central de pagamentos para o Luxemburgo
Economia 05.12.2019

De Londres para Cloche d'Or. Airbnb deslocaliza central de pagamentos para o Luxemburgo

De Londres para Cloche d'Or. Airbnb deslocaliza central de pagamentos para o Luxemburgo

Shutterstock
Economia 05.12.2019

De Londres para Cloche d'Or. Airbnb deslocaliza central de pagamentos para o Luxemburgo

É uma antecipação ao Brexit. A maior plataforma de arrendamento de curta duração do mundo vai passar a processar os pagamentos da UE no Grão-ducado.

São os efeitos colaterais da saída do Reino Unido da União Europeia. Até agora os pagamentos entre anfitriões e hóspedes eram processados no Reino Unido, na Airbnb Payments UK. A partir de 2020, com a debandada da plataforma do país as transferências vão passar pelo Grão-ducado. 

Criada em 2018, a Airbnb Payments Luxembourg recebeu no mesmo ano uma licença para funcionar como instituição de pagamento. Todas as tranferências feitas dentro da União Europeia vão ser geridas nos escritórios do Cloche d'Or. 

"Escolhemos o Luxemburgo num contexto pós-Brexit, devido à sua localização central, porque é um importante centro financeiro e porque muitos serviços de pagamento estão aí estabelecidos", explica a Airbnb, citada pelo Wort.

A escolha foi elogiada pelo governo. "A decisão de criar uma instituição de pagamento no Luxemburgo reforça ainda mais o papel do Grão-Ducado enquanto importante centro de serviços de pagamento na União Europeia", reagiu o ministro das Finanças, Pierre Gramegna. 

Nos últimos anos, o número de utilizadores da plataforma de arrendamento temporário explodiu. Há mais de sete milhões de casas ou quartos registados em cerca de 100 mil cidades de todo o mundo. Só no Luxemburgo a oferta supera os 1.400 alojamentos. 

Variam entre um sofá-cama em Dudelange a 26 euros às propriedades de luxo por mais de mil euros por noite.