Escolha as suas informações

Controlo da Ilva pela ArcelorMittal adiado para setembro

Controlo da Ilva pela ArcelorMittal adiado para setembro

Foto: Guy Jallay
Economia 27.06.2018

Controlo da Ilva pela ArcelorMittal adiado para setembro

Afinal a ArcelorMittal só deverá passar a controlar a italiana Ilva a partir de meio de setembro e não em julho como estava inicialmente previsto.

Afinal a ArcelorMittal só deverá passar a controlar a italiana Ilva a partir de meio de setembro e não em julho como estava inicialmente previsto.

A comunicação foi feita pelo novo Governo Italiano formado pelo Movimento 5 Estrelas e pelo partido de extrema direita, Liga. Os motivos do adiamento são ambientais e laborais. O Executivo italiano disse querer reduzir as emissões poluentes da fábrica e aumentar as exigências ambientais da principal unidade da Ilva, que se situa em Tarento, no sul do país.

A ArcelorMittal deverá comprar o grupo por 1,8 mil milhões de euros e deverá investir mais 2,3 mil milhões para modernizar a empresa, sobretudo para acelerar a limpeza da unidade de Tarento e para modernizar as fábricas.

Além da questão ambiental, o atraso de dois meses e meio vai dar mais tempo para que a ArcelorMittal tente um acordo com os sindicatos por causa das questões laborais. A gigante do aço pretende ficar com dez mil dos 14 mil trabalhadores, mas os sindicatos reivindicam garantias para todos os trabalhadores.

Recorde-se que Bruxelas autorizou a ArcelorMittal a comprar a italiana Ilva. Mas em troca exige que se desfaça de alguns ativos, medida que vai atingir a unidade de Dudelange no Luxemburgo.


Notícias relacionadas