Escolha as suas informações

Construtora brasileira Odebrecht muda de nome e adota a sigla OEC
Economia 02.05.2019

Construtora brasileira Odebrecht muda de nome e adota a sigla OEC

Construtora brasileira Odebrecht muda de nome e adota a sigla OEC

Foto: dpa
Economia 02.05.2019

Construtora brasileira Odebrecht muda de nome e adota a sigla OEC

O Grupo Odebrecht protagonizou, juntamente com outras empresas brasileiras, o maior escândalo de corrupção da história do país, que foi revelado pela Operação Lava Jato.

A empresa que atua no segmento de engenharia da construtora brasileira Odebrecht mudou o nome e adotou a sigla OEC, assim como uma nova identidade visual, anunciou hoje o grupo Odebrecht em comunicado.

"A Odebrecht Engenharia e Construção anuncia a renovação de sua marca ao adotar as iniciais OEC", segundo a nota hoje divulgada.

A mudança faz parte de uma reestruturação e transformação que começou em 2017, quando a companhia reconheceu oficialmente o seu envolvimento nos escândalos de corrupção descobertos na empresa estatal brasileira Petrobras.

A nova identidade visual, desenvolvida com o apoio da consultoria Keenwork, será utilizada a partir deste mês em todas as comunicações da empresa, que trocou a cor vermelha de sua marca pelas cores verde, azul e cinza.

Em 2018 o grupo Odebrecht já havia realizado uma mudança semelhante na sua subsidiária que atua no segmento de petróleo e gás, a Odebrecht Óleo e Gás, que passou a chamar-se Ocyan.

O Grupo Odebrecht protagonizou, juntamente com outras empresas brasileiras, o maior escândalo de corrupção da história do país, que foi revelado pela Operação Lava Jato.

A investigação iniciada em 2014, e que ainda está em andamento, descobriu uma rede que desviou milhares de reais por meio de licitações fraudulentas e contratos inflacionados da petrolífera estatal Petrobras e também em outros órgãos públicos do país.

A Lava Jato levou à prisão empresários e políticos importantes, incluindo o herdeiro e ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, e o ex-Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.

Os atos de corrupção promovidos pela Odebrecht não se limitaram ao Brasil: a empresa é investigada em dez países da América Latina e África, onde autoridades apuram pagamentos de subornos a políticos e funcionários públicos.

Lusa


Notícias relacionadas