Escolha as suas informações

CEO da Luxair estará de saída
Economia 19.09.2022
Aviação

CEO da Luxair estará de saída

Gilles Feith assumiu o cargo em 2020.
Aviação

CEO da Luxair estará de saída

Gilles Feith assumiu o cargo em 2020.
Foto: Pierre Matgé/Arquivo LW
Economia 19.09.2022
Aviação

CEO da Luxair estará de saída

Nadia DI PILLO
Nadia DI PILLO
Gilles Feith deverá abandonar o cargo após apenas dois anos à frente da companhia aérea.

Má gestão e um ambiente de trabalho pouco saudável: há meses que a Luxair tem estado em tumulto. Gilles Feith, que tem estado ao leme da companhia aérea nacional desde 2020, está alegadamente à beira de deixar a companhia. A decisão de substituir o luxemburguês de 46 anos de idade será tomada na reunião tripartida da aviação de 26 de setembro. 

Espera-se, contudo, que o controverso gestor permaneça no Findel. De acordo com fontes próximas do assunto, Gilles Feith juntar-se-á à Lux-Airport, onde assumirá a direção geral da empresa após a saída do antigo CEO, René Steinhaus, no final de abril.

Gilles Feith tem sido alvo de fortes críticas há várias semanas. Os sindicatos LCGB, OGBL e NGL-SNEP queixam-se desde julho que a carga de trabalho na Luxair atingiu os limites do quadro legal devido a cortes de pessoal, despedimentos e licenças por doença, bem como a uma "cultura de máxima flexibilidade". Há muito pouco pessoal e um péssimo ambiente de trabalho.


Luxair sofre com ausência diária de trabalhadores
Taxa de absentismo atual é "muito elevada", admite a empresa.

"Defender o futuro da Luxair"

Foi convocada uma reunião tripartida para o setor da aviação para 26 de setembro. De acordo com o ministro dos Transportes François Bausch (Déi Gréng), esta deverá permitir fazer uma avaliação geral da situação atual da empresa. Os sindicatos estão a organizar uma grande manifestação no mesmo dia para "exigir o respeito do pessoal da Luxair pela direção geral" e "defender o futuro da Luxair e das suas atividades no Luxemburgo".

Gilles Feith assumiu o lugar do chefe cessante Adrien Ney em junho de 2020. Anteriormente, trabalhou como coordenador geral no Ministério da Defesa. De 2014 a 2018, chefiou também o CEntro das Tecnologias de Informação do Estado (CTIE).

(Este artigo foi originalmente publicado na edição alemã do Luxemburger Wort.)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.