Escolha as suas informações

Câmara dos Ofícios quer mais previsibilidade na evolução dos custos salariais
Economia 27.09.2022
Empresas

Câmara dos Ofícios quer mais previsibilidade na evolução dos custos salariais

Empresas

Câmara dos Ofícios quer mais previsibilidade na evolução dos custos salariais

Foto: Arquivo/Luxemburger Wort
Economia 27.09.2022
Empresas

Câmara dos Ofícios quer mais previsibilidade na evolução dos custos salariais

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Organismo que representa o setor manufatureiro mostra-se preocupado com a situação nas pequenas e médias empresas caso haja mais indexações dos salários que o previsto para os próximos meses.

A Câmara dos Ofícios mostra-se preocupada com a carga financeira suplementar para as pequenas e médias empresas do setor manufatureiro devido às próximas duas indexações dos salários e ao aumento do salário mínimo social. 

Num comunicado esta segunda-feira, o organismo saúda as medidas decididas para as empresas e famílias e mostra-se solidário na luta contra a inflação, mas avisa que as pequenas e médias empresas vivem um clima de incerteza económica para os próximos tempos. 


Média dos salários na construção não chega aos 50 mil euros por ano
Setor é o que tem os salários médios anuais mais baixos, na análise do Statec.

A estes dados, a Câmara que representa o setor manufatureiro sublinha o facto de não se saber com certeza quantas indexações dos salários vai haver para o ano, e pede ao Governo para se comprometer a intervir caso haja mais de duas tranches.  

E ressalva ainda que o risco de a inflação continuar a aumentar em 2023 continua presente e não só devido aos preços energéticos. 

O novo pacote de medidas de apoio às famílias e empresas deverá ser aprovado esta semana. O aumento do preço do gás será limitado a 15% do preço atual. Quem precisa de gasóleo de aquecimento também vai ver o preço diminuir 15 cêntimos por litro. 


Nova indexação dos salários só em 2023
Saiba as novas medidas de apoio às famílias decididas na reunião da tripartida.

O Governo decidiu ainda que o preço da eletricidade não vai aumentar para cidadãos e empresas. 

Desta forma, ao conter a subida dos preços, as próximas tranches da indexação vão, provavelmente, ser acionadas só no próximo ano, em fevereiro e abril.  

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas