Escolha as suas informações

Caixas multibanco da Post são cada vez menos
Economia 05.10.2022
Serviços

Caixas multibanco da Post são cada vez menos

Serviços

Caixas multibanco da Post são cada vez menos

Foto: Steve Remesch
Economia 05.10.2022
Serviços

Caixas multibanco da Post são cada vez menos

Simon MARTIN
Simon MARTIN
Está prevista a remoção de mais ATMs até ao final de 2022.

Desde 2015, 23 caixas multibanco da Post Finance foram retiradas de serviço, algumas das quais foram substituídas por novas máquinas. E estão previstas mais remoções destes dispositivos. 

A informação surge numa resposta parlamentar recente do ministro da Economia, Franz Fayot, ao deputado André Bauler, do DP. 

Na questão, André Bauler, mostra-se preocupado com o acesso cada mais difícil aos serviços "físicos", ao mesmo tempo que as caixas multibanco (também designadas de ATM), nomeadamente da Post Finance estão a diminuir. Uma situação particularmente difícil entre os mais velhos, onde há mais iliteracia digital. 

Segundo Franz Fayot, os serviços bancários da Post operam atualmente 36 ATMs e "está prevista a remoção de mais 5 ou 6 até ao final do ano. As restantes máquinas serão substituídas durante os próximos dois anos por máquinas de última geração". 

Na resposta, Fayot, recordou que desde o início de 2022, os clientes da Post Finance podem utilizar qualquer caixa multibanco de qualquer banco, seja no Luxemburgo ou na Europa, para levantar dinheiro gratuitamente. 

"Por outras palavras, isto significa que os clientes da Post Finance têm 450 ATMs gratuitas no Luxemburgo", acrescentou o ministro.

Catorze ataques a caixas multibanco registados desde 2015

Nos últimos quatro anos, foram registados 14 ataques a caixas multibanco no Luxemburgo. A informação surge numa resposta parlamentar recente do ministro da Economia, Franz Fayot, ao deputado André Bauler, do DP.   

O modus operandi é muitas vezes o mesmo: os criminosos escolhem geralmente caixas multibanco isoladas e/ou próximas da fronteira. Uma vez definido o alvo, introduzem um explosivo na máquina antes de o detonar remotamente com um detonador. As ATMs são então esvaziadas a meio da noite. 

Só em março passado, foram registados dois ataques deste tipo quase consecutivos, primeiro em Bascharage e depois em Esch-sur-Sûre.

(Artigo originalmente publicado no Virgule - Luxemburger Wort e editado para o Contacto.)

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.