Escolha as suas informações

Bruxelas dá luz verde a Portugal e Espanha para fixar tetos no preço do gás
Economia 09.05.2022
Crise energética

Bruxelas dá luz verde a Portugal e Espanha para fixar tetos no preço do gás

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen (à frente, L), a presidente do Parlamento Europeu Roberta Metsola (R), o presidente francês Emmanuel Macron (C) e o primeiro-ministro português António Costa (à frente, L) assistem a uma apresentação de dança durante a sessão de encerramento da Conferência sobre o Futuro da Europa, a 9 de Maio de 2022.
Crise energética

Bruxelas dá luz verde a Portugal e Espanha para fixar tetos no preço do gás

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen (à frente, L), a presidente do Parlamento Europeu Roberta Metsola (R), o presidente francês Emmanuel Macron (C) e o primeiro-ministro português António Costa (à frente, L) assistem a uma apresentação de dança durante a sessão de encerramento da Conferência sobre o Futuro da Europa, a 9 de Maio de 2022.
AFP
Economia 09.05.2022
Crise energética

Bruxelas dá luz verde a Portugal e Espanha para fixar tetos no preço do gás

Redação
Redação
Este mecanismo deverá durar pelo menos 12 meses, fixando o preço médio de gás em cerca de 50 euros por megawatt, contra o atual preço de referência no mercado de 90 euros, sendo que o preço começará nos 40 euros.

A proposta de Portugal e Espanha sobre um mecanismo temporário para fixar o preço médio do gás nos 50 euros por MWh, foi aprovada pela Comissão Europeia, confirmou esta segunda-feira o primeiro-ministro português, António Costa. 

À margem das celebrações do Dia da Europa, Costa falou ao jornalistas na sede do Parlamento Europeu, em Estrasburgo, França, avançando que a decisão foi tomada no início do dia. "Hoje de manhã mesmo, a Comissão Europeia deu 'luz verde' à proposta portuguesa e espanhola de forma a evitar a contaminação do preço da eletricidade pela subida do preço do gás e isso é uma medida de grande alcance", disse.

O primeiro-ministro, que participou na Conferência sobre o Futuro da Europa, garantiu que já "estamos neste momento a coordenar com o governo espanhol como é que aprovamos a respetiva legislação e tudo faremos para que o possamos fazer já amanhã [terça-feira]".

Esta medida permitirá dissociar temporariamente os preços do gás e eletricidade na Península Ibérica, que beneficiará assim de uma exceção, tal como acordado no Conselho Europeu de março.

Este mecanismo deverá durar pelo menos 12 meses, fixando o preço médio de gás em cerca de 50 euros por megawatt, contra o atual preço de referência no mercado de 90 euros, sendo que o preço começará nos 40 euros.

Na atual configuração do mercado europeu, o gás determina o preço global da eletricidade quando é utilizado, uma vez que todos os produtores recebem o mesmo preço pelo mesmo produto - a eletricidade - quando este entra na rede.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas