Escolha as suas informações

Brexit. Parlamento britânico vota acordo em janeiro
Economia 13.12.2018 Do nosso arquivo online

Brexit. Parlamento britânico vota acordo em janeiro

Brexit. Parlamento britânico vota acordo em janeiro

Foto: AFP
Economia 13.12.2018 Do nosso arquivo online

Brexit. Parlamento britânico vota acordo em janeiro

Anúncio feito pelo Governo de Londres.

O Parlamento britânico votará em janeiro o acordo do ‘Brexit’, que foi negociado entre o Reino Unido e a União Europeia (UE), após o adiamento da votação marcada para esta semana, anunciou hoje o Governo britânico.

A votação será realizada após a retomada parlamentar, prevista para 7 de janeiro, e antes do prazo limite de 21 de janeiro, previamente definido pelo executivo.

Vários deputados exigiram que este acordo fosse votado na próxima semana - antes da pausa parlamentar para a época de festas, que começa a 21 de dezembro -, mas a votação não consta da agenda publicada no Twitter pela responsável das relações do Governo com o Parlamento, Andrea Leadsom.

Perante a perspetiva de um grave fracasso, a primeira-ministra britânica, Theresa May, anunciou na segunda-feira o adiamento da votação do acordo, agendado para a terça-feira na Câmara dos Comuns.

Theresa May havia prometido aos deputados que a votação ocorreria antes do dia 21 de janeiro.

A primeira-ministra - que resistiu na quarta-feira a um voto de censura do seu partido Conservador - falará na próxima segunda-feira diante da Câmara dos Comuns, depois de participar numa cimeira europeia na quinta e sexta-feira, durante a qual tentará angariar garantias dos líderes europeus para “o acordo Brexit ser capaz de satisfazer o Parlamento britânico”.

Em particular, pretende assegurar que a solução de salvaguarda para a Irlanda do Norte, conhecida por 'backstop', é uma medida temporária.

Esta disposição prevê, como último recurso, manter o Reino Unido numa união aduaneira com a UE para evitar o regresso de uma fronteira dura na ilha da Irlanda.

O líder da oposição britânica, o trabalhista Jeremy Corbyn, defendeu esta quarta-feira que Theresa May deveria submeter o seu acordo à aprovação do parlamento na próxima semana.

Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

May promete ser "ousada" para aprovar o Brexit
"Não vou simplesmente pedir aos deputados que reconsiderem outra vez [o mesmo acordo]. Pelo contrário, vou pedir-lhes que olhem para um acordo novo e melhorado com outro olhar - e para lhe darem o seu apoio", vincou, a ainda primeira-ministra do Reino Unido.