Escolha as suas informações

Brexit. Ministro das Finanças britânico admite segundo referendo

Brexit. Ministro das Finanças britânico admite segundo referendo

Foto: AFP
Economia 12.04.2019

Brexit. Ministro das Finanças britânico admite segundo referendo

Phillip Hammond considera que o Parlamento gostaria dessa hipótese. No entanto, o tempo para a eventual organização de uma segunda consulta ao povo "é curto".

O ministro das Finanças britânico, Phillip Hammond, admitiu a possibilidade de um segundo referendo sobre o Brexit como algo que seria do agrado do Parlamento, na sequência da extensão do prazo até 31 de outubro para ser encontrada uma saída. No entanto, Hammond reconhece que o tempo para uma eventual organização "é curto" e que, portanto, mantém a confiança de que a saída da União Europeia será o desfecho inevitável.

De acordo com a agência Reuters, que questionou Hammond durante a sua presença numa reunião do FMI em Washington, o ministro explicou que uma segunda consulta popular teria de ser "organizada nas próximas semanas" e isso não lhe parece viável. Por outro lado, o governante salientou que a situação já deveria ter sido resolvida e que é necessário "encontrar uma solução o mais depressa possível", sublinhando os danos que o atraso tem causado não apenas na economia britânica, mas também na resolução de questões como a substituição de Mark Carney como governador do Banco de Inglaterra.

Phillip Hammond espera que as negociações com o Partido Trabalhista possam acabar bem, mas, para já, embora hoje tenha havido encontros entre representantes dos Conservadores e dos Trabalhistas, muito caminho continua por ser feito. Elementos ligados às reuniões, citados pela imprensa britânica, reconheceram que as conversações vão prosseguir, esperando apresentar algo de concreto "dentro de dez dias".

Recorde-se que os outros 27 chefes de Estado e de Governo da União Europeia decidiram, na madrugada de quarta-feira, conceder uma extensão do prazo para a concretização do Brexit até ao próximo dia 31 de outubro, sendo feito um ponto da situação no mês de junho.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Trabalhistas propõem um novo referendo sobre o Brexit
O líder Jeremy Corbyn vai dizer aos deputados trabalhistas na segunda-feira que o partido vai "apresentar ou apoiar uma emenda a favor de um voto público para impedir que um ‘Brexit' conservador adverso seja imposto no país".