Escolha as suas informações

Brexit “dá” mais 400 empregos ao Luxemburgo
Economia 01.10.2018 Do nosso arquivo online

Brexit “dá” mais 400 empregos ao Luxemburgo

Brexit “dá” mais 400 empregos ao Luxemburgo

Foto: AFP
Economia 01.10.2018 Do nosso arquivo online

Brexit “dá” mais 400 empregos ao Luxemburgo

O Luxemburgo é o país que mais ganhou desde o anúncio da saída do Reino Unido da União Europeia (UE): o Grão-Ducado já recebeu 41 empresas do setor financeiro, mais do que os países vizinhos. Estas deslocalizações têm também reflexo na criação de emprego. De acordo com o boletim de conjuntura do instituto de estatística do Luxemburgo (Statec), já foram criados mais de 400 empregos no mesmo setor de atividade.

O Statec explica que, depois do referendo no Reino Unido, 41 sociedades financeiras - entre bancos, fundos de gestão de ativos, seguradoras e outras atividades - concretizaram ou confirmaram a deslocalização da atividade para território luxemburguês.

O Luxemburgo surge assim muito à frente da Alemanha, com 19 empresas, de França e da Holanda, com 16 cada um.

Ora até maio deste ano, estas deslocalizações permitiram a criação de 375 postos de trabalho no país. Tendo em conta os novos anúncios de relocalização desde maio, o número de emprego deverá já ter ultrapassado os 400, explica o Statec.

Este é um dos efeitos benéficos do Brexit, mas é preciso não esquecer o grau de incerteza em que o processo ainda está envolto. As consequências podem não ser tão positivas, em caso de não haver acordo entre o Reino Unido e a UE, com o Luxemburgo a ser uma das economias mais expostas a choques externos.


Notícias relacionadas

Empresas luxemburguesas não temem o salto no escuro do Brexit
Após o recente 'não' do parlamento britânico ao acordo do Brexit, os empresários luxemburgueses continuam otimistas quanto ao impacto da saída do Reino Unido da União Europeia na economia do Grão-Ducado. Apesar do relógio continuar em contagem decrescente até 29 de março, às 23:59.