Escolha as suas informações

BIL IMMO Index: Preço da habitação subiu quase 6% no 2° trimestre
Economia 13.12.2016 Do nosso arquivo online

BIL IMMO Index: Preço da habitação subiu quase 6% no 2° trimestre

BIL IMMO Index: Preço da habitação subiu quase 6% no 2° trimestre

Foto: Shuterstock
Economia 13.12.2016 Do nosso arquivo online

BIL IMMO Index: Preço da habitação subiu quase 6% no 2° trimestre

O preço da habitação voltou a disparar no Luxemburgo e aumentou 5,6% no segundo trimestre do ano, face ao período homólogo de 2015, de acordo com o índice BIL Immo.

O preço da habitação voltou a disparar no Luxemburgo e aumentou 5,6% no segundo trimestre do ano, face ao período homólogo de 2015, de acordo com o índice BIL Immo.

O estudo, lançado em outubro de 2015, foi realizado pelo Banco Internacional do Luxemburgo (BIL) em colaboração com a PricewaterhouseCoopers (PwC).

Os preços elevados do imobiliário, quer seja para compra ou arrendamento, são há anos um dos maiores problemas para quem pretende instalar-se no Luxemburgo.

No passado mês de novembro, o STATEC revelou que, nos últimos doze meses, o preço médio de venda de estúdios no país rondou os 5.146 euros por metro quadrado (m²), enquanto os apartamentos, iguais ou superiores a 130m², custavam cerca de 4.136 euros/m².

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Habitação. Preço das casas dispara 99,8% em dez anos
Muito acima da média europeia, o Grão-Ducado está do pódio dos países que observaram o maior aumento do preço das casas entre 2010 e 2020 com uma taxa de 99,8%. Nem a pandemia impediu um novo recorde. Em relação ao quarto trimestre de 2019, o valor dos imóveis registou uma subida de 16,7%. Na capital, o metro quadrado ultrapassou pela primeira vez os 10 mil euros.
Preços das casas aumentaram mais de 90% na última década
Os preços das casas no Luxemburgo aumentaram 90,5% entre o terceiro trimestre de 2010 e igual período de 2020. O país apresenta a terceira subida mais pronunciada entre todos os Estados-membros da União Europeia (UE), de acordo com o Eurostat.
Statec: Estúdios mais caros em média do que os apartamentos
Os preços elevados da habitação, para vender ou arrendar, são apontados, há décadas, como um dos maiores problemas, para quem chega e se quer instalar no Luxemburgo. O segundo trimestre deste ano confirmou essa tendência, com uma subida anual dos preços do imobiliário de 5,6%.