Escolha as suas informações

Dívida pública portuguesa volta a subir
Economia 02.05.2016 Do nosso arquivo online
Banco de Portugal

Dívida pública portuguesa volta a subir

A dívida portuguesa subiu 1,7 mil milhões de euros
Banco de Portugal

Dívida pública portuguesa volta a subir

A dívida portuguesa subiu 1,7 mil milhões de euros
Foto: AFP
Economia 02.05.2016 Do nosso arquivo online
Banco de Portugal

Dívida pública portuguesa volta a subir

A dívida pública subiu 1,7 mil milhões de euros em Março face a Fevereiro, fixando-se nos 233 mil milhões de euros, segundo dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal (BdP).

A dívida pública subiu 1,7 mil milhões de euros em Março face a Fevereiro, fixando-se nos 233 mil milhões de euros, segundo dados hoje divulgados pelo Banco de Portugal (BdP).

O valor aproximou-se do registado em Janeiro, quando atingiu os 234,7 mil milhões de euros, um dos maiores valores de sempre.

No entanto, não foi divulgada a dívida em função do Produto Interno Bruto (PIB) para o total do trimestre, uma vez que ainda não são conhecidos dados sobre a evolução da economia nos primeiros três meses do ano. No final de 2015, a dívida estava nos 129% do PIB.

“Esta variação reflecte emissões líquidas positivas de títulos (1,4 mil milhões de euros), um aumento das responsabilidades em numerário e depósitos (0,5 mil milhões de euros) e uma diminuição de empréstimos (0,3 mil milhões de euros)”, sinaliza em comunicado a instituição liderada por Carlos Costa.

O aumento da dívida pública na óptica de Maastricht (a que conta para Bruxelas) foi acompanhado por um aumento “menos acentuado” dos activos em depósitos (1,1 mil milhões de euros), pelo que a dívida pública líquida de depósitos da administração central registou um aumento de 0,6 mil milhões de euros face ao mês anterior, ascendendo a 218,6 mil milhões de euros.

A dívida na óptica de Maastricht é utilizada para medir o nível de endividamento das administrações públicas de um país.


Notícias relacionadas

Primeiro trimestre de 2017
A dívida pública luxemburguesa subiu para 23% do Produto Interno Bruto (PIB), ascendendo a 12,6 mil milhões de euros, no final do primeiro trimestre deste ano.