Escolha as suas informações

Autofestival 2021 marcado pela venda de veículos elétricos
Economia 02.03.2021

Autofestival 2021 marcado pela venda de veículos elétricos

Autofestival 2021 marcado pela venda de veículos elétricos

Foto:Guy Jallay/Luxemburger Wort
Economia 02.03.2021

Autofestival 2021 marcado pela venda de veículos elétricos

Susy MARTINS
Susy MARTINS
“A edição 2021 do Autofestival correu bem, visto a situação atual de pandemia. No entanto, registou-se uma queda de 10% nas vendas, em comparação com a edição anterior”.

O balanço foi feito esta terça-feira pela Federação dos Garagistas, Fedamo. Um dos pontos positivos, segundo a federação, é que não foram notificados problemas com as medidas de segurança associadas à covid-19, que marcaram o festival do automóvel este ano.

De uma forma geral, 85% dos membros dizem ter vendido menos carros que na edição anterior. Os veículos elétricos tiveram um grande sucesso: 81% dos concessionários dizem ter vendido mais carros elétricos do que nos anos anteriores. 

Segundo a federação, as ajudas do Estado na aquisição deste tipo de viatura podem ser uma explicação para este aumento. Até 31 de março deste ano, o Estado reembolsa 8 mil euros na compra de um veículo elétrico e 2.500 euros na compra de um automóvel híbrido.

No entanto, a Federação dos Garagistas esclareceu que os carros a combustão (gasóleo e gasolina) irão continuar a ser os veículos mais vendidos, pelo menos nos próximos dez anos, mesmo se a venda de carros a gasóleo está a diminuir.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Philippe Mersch, presidente da Federação dos Garagistas Luxemburgueses (Fegarlux), congratulou-se pelo aumento de 7,16% na venda de automóveis no Grão-Ducado que se verificou no primeiro trimestre de 2018, sucesso ligado aos dez dias do tradicional Festival Automóvel, realizado entre 27 de janeiro e 5 de fevereiro.
Philippe Mersch, presidente da Federação dos Garagistas Luxemburgueses (Fegarlux), congratulou-se pelo aumento de 7,16% na venda de automóveis no Grão-Ducado no primeiro trimestre.