Escolha as suas informações

Audi quer cortar 9.500 empregos na Alemanha até 2025
Economia 26.11.2019

Audi quer cortar 9.500 empregos na Alemanha até 2025

Audi quer cortar 9.500 empregos na Alemanha até 2025

Christoph Schmidt/dpa
Economia 26.11.2019

Audi quer cortar 9.500 empregos na Alemanha até 2025

O construtor automóvel alemão, do grupo Volkswagen, vai suprimir postos de trabalho até 2025, para conseguir poupar de seis mil milhões de euros, por ano, até 2029.

O construtor automóvel alemão Audi, do grupo Volkswagen, anunciou hoje que vai suprimir 9.500 postos de trabalho até 2025 na Alemanha, no âmbito de um programa para conseguir poupanças anuais de seis mil milhões de euros até 2029.

Em comunicado, a Audi precisou que as saídas serão feitas através de passagens à reforma sem que os trabalhadores sejam substituídos e sem despedimentos.

A Audi indicou que os meios financeiros disponíveis vão permitir "aumentar a competitividade" no quadro da "transformação da indústria automóvel para a mobilidade elétrica".

A marca prometeu criar 2.000 "novos postos especializados" em domínios ligados a setores inovadores, incluindo a mobilidade elétrica.

Atualmente, a Audi emprega cerca de 90.000 pessoas, 60.000 das quais na Alemanha.

As vendas, o volume de negócios e os resultados operacionais do construtor recuaram nos primeiros nove meses do ano, enquanto os de outras marcas do grupo (VW, Skoda e Seat) progrediram.

"Ainda não podemos estar satisfeitos com a evolução na Audi", afirmou o diretor financeiro da marca, Frank Witter.

Confrontada com um abrandamento do mercado automóvel, a Audi vai reduzir a capacidade de produção de duas fábricas na Alemanha que já registaram uma diminuição da procura.

Este plano de reestruturação é lançado meses antes da chegada de um novo presidente, Markus Duesmann, que assumirá a liderança do construtor a partir de abril.

Duesmann, de 50 anos, vai substituir Bram Schot, que no dia 31 de março do próximo ano deixa a Audi, de comum acordo com a empresa, anunciou o grupo VW há cerca de duas semanas.

Lusa


Notícias relacionadas

Daimler quer eliminar pelo menos 10.000 empregos
O número de postos de trabalho a suprimir "será de cinco dígitos" e envolverá cargos administrativos, afirmou o diretor de pessoal da empresa, Wilfried Porth, numa conferência de imprensa telefónica, três dias após a Audi ter anunciado a eliminação de 9.500 empregos.