Escolha as suas informações

As áreas com mais ofertas de emprego em março
Economia 20.04.2021

As áreas com mais ofertas de emprego em março

As áreas com mais ofertas de emprego em março

Foto: Claude piscitelli
Economia 20.04.2021

As áreas com mais ofertas de emprego em março

Catarina OSÓRIO
Catarina OSÓRIO
No último mês a taxa de desemprego desceu para os 6,1%, de acordo com os dados da ADEM divulgados esta terça-feira.

Desde 31 de março de 2021 que existem 8.194 vagas por preencher na Agência para o Desenvolvimento do Emprego (ADEM). Deste número, só no mês de março surgiram mais 3.910 ofertas, o que corresponde a 65,7% mais vagas na comparação com março de 2020, quando o país entrou em confinamento. 

Na comparação com os primeiros três meses anteriores, a oferta de trabalho parece estar em crescendo, com destaque para o setor da construção, informática, contabilidade e secretariado.

No quadro abaixo pode ver as 10 áreas com mais vagas no final de março: 

Taxa de desemprego recua para 6,1% 

No geral, de acordo com os dados divulgados esta terça pela ADEM a taxa de desemprego em março passado fixou-se nos 6,1%, uma queda de seis pontos percentuais face aos 6,7% registados em fevereiro. O valor traduz-se em menos 291 pessoas inscritas nos centros da agência do que no mês anterior.

Ainda de acordo com os dados a taxa constitui no entanto um aumento de 1,6% quando comparada com o mesmo mês do ano passado, em que o país se encontrava confinado devido à pandemia.


Governo lança projeto de formação para desempregados a tempo parcial
O programa destina-se a pessoas que tenham estado desempregadas entre 1 de janeiro e 31 de março de 2021.

Em finais de março deste ano havia no total 18.689 inscritos. Sem surpresas, o desemprego continua a atingir ligeiramente mais as mulheres que os homens, bem como as pessoas com mais de 30 anos e com qualificações mais baixas. 

Uma das tendências que se mantêm em linha com os anteriores boletins da ADEM é ainda a duração da inscrição no centro de emprego por 12 meses ou mais, onde se situam mais de metade dos candidatos.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Taxa de desemprego mantém-se nos 5,6% em maio
A taxa de desemprego manteve-se em 5,6% em maio no Luxemburgo, face ao mês anterior. De acordo com os dados da Adem, o número de inscritos à procura de emprego desceu 3,8% face ao mesmo mês de 2017. No total, havia 14.808 residentes inscritos na Adem.