Escolha as suas informações

ArcelorMittal não queria vender unidade de Dudelange

ArcelorMittal não queria vender unidade de Dudelange

Foto: Guy Jallay
Economia 09.05.2018

ArcelorMittal não queria vender unidade de Dudelange

A ArcelorMittal não está em negociações com a empresa russa que tem sido citada para comprar a unidade de Dudelange e está aberta mais propostas. Além disso, a empresa não queria vender a unidade.

A ArcelorMittal não está em negociações com a empresa russa que tem sido citada para comprar a unidade de Dudelange e está aberta mais propostas. Além disso, a empresa não queria vender aquela unidade.

A garantia foi dada pela gigante do aço ao ministro da Economia, Étienne Schneider, citado pela revista Paperjam. Segundo o governante, na reunião de hoje, todos lamentaram as regras aplicadas pela Comissão Europeia. Por outro lado, Schneider avançou que a multinacional não queria vender a unidade de Dudelange e tinha previsto investimentos no local antes do fim do ano.

O ministro insistiu ainda na ideia de que o comprador deve continuar a actividade daquela unidade e manter os postos e as condições de trabalho atuais.

Recorde-se que a Comissão Europeia deu, na passada segunda-feira, luz verde à compra da italiana Ilva pela Arcelormittal. No entanto, a autorização implica que a multinacional reduza o seu perímetro de atividade e se desfaça de alguns ativos, entre os quais a unidade de Dudelange. O grupo russo NLMK tem sido referido como um potencial interessado.

Esta decisão de Bruxelas tem sido alvo de críticas não só do próprio ministro da Economia, como também das centrais sidicais e dos partidos da oposição.


Notícias relacionadas

ArcelorMittal quer vender unidade de Dudelange
A gigante do aço ArcelorMittal está disponível para se desfazer de alguns ativos, entre os quais a unidade de Dudelange. Tudo para que a Comissão Europeia dê luz verde à compra do grupo italiano Ilva. O ministro da Economia, Étienne Schneider, já disse estar contra esta cedência.