Escolha as suas informações

Afinal quantas vezes vai o salário mínimo aumentar em 2019? Duas... ou mesmo três vezes

Afinal quantas vezes vai o salário mínimo aumentar em 2019? Duas... ou mesmo três vezes

Foto: Getty Images
Economia 02.12.2018

Afinal quantas vezes vai o salário mínimo aumentar em 2019? Duas... ou mesmo três vezes

Paula CRAVINA DE SOUSA
Paula CRAVINA DE SOUSA
Têm-se sucedido notícias sobre o aumento do salário mínimo no Luxemburgo. Mas afinal, quantas vezes vai subir e com quanto vão contar os trabalhadores que o recebem? Certo é que o salário mínimo aumenta duas vezes no próximo ano. E talvez até três vezes, se a indexação der uma ajuda.


Mas vamos por partes. O primeiro aumento chega já em janeiro do próximo ano. É a subida de 1,1% que está prevista na lei e que foi anunciada pelo Governo a 15 de outubro, um dia depois das eleições legislativas. Será uma subida superior a 20 euros que se fará sentir tanto no salário mínimo não qualificado como no qualificado. Assim, o salário mínimo não qualificado passa a ser de 2.071,07 euros por mês. Já o qualificado será de 2.485,29 eu


Governo aumenta salário mínimo para 2.071,07 euros
O salário mínimo vai aumentar 1,1% a partir de janeiro do próximo ano. Assim, o salário mínimo não qualificado passa a ser de 2.071,07 euros por mês. Já o qualificado será de 2.485,29 euros.

O segundo incremento foi anunciado no final da semana passada pelo novo Executivo, que será liderado por Xavier Bettel. Trata-se de um aumento de cem euros, em termos líquidos. Isto é, o trabalhador vai contar com mais este dinheiro no final do mês. Na conferência de imprensa onde a medida foi confirmada, o líder do LSAP, Étienne Schneider, explicou que esta solução terá efeitos retroativos. Quer isto dizer que, mesmo que o acordo com os patrões seja conseguido depois de janeiro, os cem euros mensais devidos serão pagos para trás, desde o primeiro mês do ano.


Novo Governo: aumento do salário mínimo, transportes grátis e legalização de cannabis
Os partidos da coligação apresentaram hoje algumas das medidas com as quais os cidadãos vão poder contar durante os próximos cinco anos. Confirma-se o aumento do salário mínimo em cem euros líquidos e os dois dias livres a mais, que já tinham sido anunciados. Além disso, o abono de família passa a estar indexado à inflação e a contraceção e os transportes públicos vão ser gratuitos.

Ora, além destes dois aumentos, poderá haver um terceiro que dependerá da inflação. De acordo com o instituto de estatística luxemburguês (Statec), a indexação deverá chegar no último trimestre de 2019. Se assim acontecer, os trabalhadores podem contar com uma subida de 2,5% no salário. Ao contrário dos outros dois aumentos, este será válido para todos os trabalhadores e inlcui, por isso, tanto o salário mínimo não qualificado como o qualificado.


Notícias relacionadas

Portugal: Salário mínimo português aumenta hoje para 505 euros
O aumento, que abrange cerca de meio milhão de trabalhadores, decorre de um acordo estabelecido entre o Governo, as confederações patronais e a UGT há uma semana e está definido em decreto lei-aprovado em Conselho de Ministros e publicado em Diário da República.
O salário mínimo em Portugal era até agora de 485 euros