Escolha as suas informações

Tribunal dá razão a Bruno de Carvalho e este volta a ser presidente do Sporting? (Atualizada)

Tribunal dá razão a Bruno de Carvalho e este volta a ser presidente do Sporting? (Atualizada)

Foto: Lusa
Desporto 3 min. 17.08.2018

Tribunal dá razão a Bruno de Carvalho e este volta a ser presidente do Sporting? (Atualizada)

O ex-presidente do Sporting afirma que o tribunal lhe restituiu a presidência do clube. Segundo o tribunal, o que aconteceu foi que foi admitida a providência cautelar para anular a assembleia geral que destituiu Bruno de Carvalho, mas esta ainda não foi objeto de nenhuma decisão judicial.

Reviravolta no Sporting. Segundo a SIC Notícias, Bruno de Carvalho deslocou-se esta sexta-feira a Alvalade para entregar uma providência cautelar que anula a decisão da Assembleia Geral de destituição de dia 23, reclamando novamente a presidência do Sporting. Três agentes da PSP foram chamados ao Estádio de Alvalade pelo antigo dirigente, uma vez que ninguém o estava a receber. Posteriormente, Bruno de Carvalho terá sido foi chamado à SAD onde se encontra neste momento em reunião com os elementos da administração presidida por Sousa Cintra. Resta saber como ficará o Sporting e se haverá eleições.

Segundo o Diário de Notícias, a Comissão de Gestão está a receber Bruno de Carvalho esta sexta-feira para ver o que consta na providência cautelar. Mas o diário lisboeta garante, citando um jurista que não se identificou, que mesmo que o tribunal anule a Assembleia Geral de destituição, Bruno de Carvalho não volta a ser presidente do Sporting porque os tribunais já tinham declarado como legítima a Comissão de Fiscalização que suspendeu Bruno de Carvalho e a Comissão de Gestão que o substituiu.

Mesmo que os tribunais deem de novo a presidência ao antigo líder do Sporting, não se sabe o que poderá acontecer: a direção cessante estava com o quórum mínimo, obrigados a convocar eleições, caso houvesse alguma demissão. Acontece que a maioria dos elementos dessa direção rompeu posteriormente com Bruno de Carvalho e promoveu outra lista, também anulada pelo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting (MAG) Jaime Marta Soares. 

Assim sendo, as eleições poderão ser adiadas, mas não canceladas. Refira-se que a Comissão de Gestão, que tomou posse a 16 de junho, não poderá estar à frente dos destinos do clube durante mais de seis meses.

Na quarta-feira, numa sessão de esclarecimento aos sócios na Covilhã, Bruno de Carvalho mostrava-se confiante no resultado da sentença. "Acredito que o tribunal vai dar-me razão! Estão ilegais!"

O imbróglio jurídico em que se encontra o clube é, em grande parte, da responsabilidade do presidente da MAG, Jaime Marta Soares, que recentemente foi obrigado, pelos tribunais a receber a lista de Bruno de Carvalho e que posteriormente excluiu de participar nas eleições do Sporting.

Em declarações aos jornalistas, Bruno de Carvalho garantiu que "neste momento o presidente do Sporting é Bruno de Carvalho".

“Queríamos ler que uma das providências que requeria a anulação à Assembleia Geral de dia 23 de junho. As pessoas de Marta Soares foram citadas no dia 1 de agosto. Ou seja, sabem que sou presidente desde aí. Estão a resistir a isto”, começou por dizer aos jornalistas que se encontram nas imediações do Estádio de Alvalade. 

“Faremos o que a lei nos coloca ao nosso alcance”, disse. “As gentes de Marta Soares não têm a ata da Assembleia Geral feita quase dois meses depois. A verificação notarial da votação só foi feita vários dias depois. Estava presente um notário e não entregaram nada”, refere. 

“Não temos objeções a ir a eleições, vamos continuar a trabalhar para que não se instale o sinistro projeto em curso”, declarou Bruno de Carvalho à comunicação social.

“Fomos recebidos pelo departamento jurídico, as pessoas da Comissão de Gestão não tiveram a coragem de nos enfrentar e mais uma vez não vão respeitar uma decisão. Espero dentro de dias voltar a trabalhar com uma dessas pessoas como presidente da SAD. Não foi só fumaça!”, refere. 

Bruno de Carvalho, confiante nas suas declarações, afirmou ainda aos jornalistas que, neste momento, o "presidente do Sporting chama-se Bruno de Carvalho e o presidente da SAD do Sporting chama-se Bruno de Carvalho", garante o antigo líder do leões.

Segundo apurou a SIC Notícias junto ao tribunal, o documento que Bruno de Carvalho tem na sua mão, não é uma decisão do Tribunal, mas a mera admissibilidade em tribunal da sua providência cautelar para anular a assembleia geral que o destituiu.

A Comissão de Gestão afirmou à comunicação social que vai falar à comunicação social às 18.30 de Portugal (19.30 do Luxemburgo).

(Em atualização)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas