Escolha as suas informações

Ténis: Murray oficialmente na liderança do 'ranking' mundial
O britânico ‘destronou’ o sérvio Novak Djokovic, que liderava a classificação há 223 semanas

Ténis: Murray oficialmente na liderança do 'ranking' mundial

Foto: Getty Images
O britânico ‘destronou’ o sérvio Novak Djokovic, que liderava a classificação há 223 semanas
Desporto 07.11.2016

Ténis: Murray oficialmente na liderança do 'ranking' mundial

O tenista britânico Andy Murray é oficialmente o líder do ‘ranking’ mundial, ao surgir esta segunda-feira no topo da lista do circuito profissional, no qual o português João Sousa ‘caiu’ um lugar, para 44°.

O tenista britânico Andy Murray é oficialmente o líder do ‘ranking’ mundial, ao surgir esta segunda-feira no topo da lista do circuito profissional, no qual o português João Sousa ‘caiu’ um lugar, para 44°.

Já Gastão Elias foi vítima do maior ‘tombo’ no grupo dos 100 melhores do mundo, tendo recuado 20 posições, ao surgir na lista de hoje em 86° lugar.

Ainda entre os portugueses, Pedro Sousa manteve-se fixo na posição 186.

Depois de atingir a sua melhor classificação de sempre a 24 de outubro, após ter chegado aos quartos de final do torneio de Estocolmo, no qual eliminou na segunda ronda o francês Gael Monfils, sexto da classificação, Gastão Elias foi afastado logo à primeira nos dois torneios que disputou a seguir.

O número dois português perdeu logo nas rondas inaugurais dos ‘challengers’ (segunda divisão do circuito) de Lima e Guaiaquil, Equador, prestações que o arredaram agora do ‘top-60’.

Quanto a Murray, o britânico já sabia desde sábado que ia ‘destronar’ o sérvio Novak Djokovic, que liderava a classificação há 223 semanas, a primeira vez a 04 de julho de 2011.

Com Djokovic eliminado nos quartos de final do Masters 1000, Murray só precisava de chegar à final do torneio parisiense para ser ‘coroado’, o que veio a acontecer, com o britânico a desfazer todas as dúvidas ao sagrar-se campeão da prova francesa.

Murray conta no seu palmarés com três títulos do ‘Grand Slam’ (US Open, em 2012, e Wimbledon, em 2013 e 2016) e duas medalhas de ouro olímpicas (Londres, em 2012, e Rio de Janeiro, em 2016).

No total, o britânico soma 43 títulos na carreira.

Em ‘pausa’ de férias, o circuito feminino não regista alterações no grupo das dez melhores do mundo, numa hierarquia que encerrou com a alemã Angelique Kerber no primeiro lugar.

Nos ‘acertos’ das contas, a número um portuguesa, Michelle Larcher de Brito, desceu uma posição, aparecendo na lista de hoje no lugar 233.

 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas