Escolha as suas informações

Sporting: Tribunal declara ilegais as AG marcadas pela comissão transitória

Sporting: Tribunal declara ilegais as AG marcadas pela comissão transitória

Foto: Lusa
Desporto 2 min. 14.06.2018

Sporting: Tribunal declara ilegais as AG marcadas pela comissão transitória

O Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa considerou hoje ilegal a comissão transitória da Mesa da Assembleia Geral (MAG) nomeada pela direção do Sporting, bem como as reuniões magnas marcadas para 17 de junho e 21 de julho.

Na apreciação de uma providência cautelar interposta pelo presidente eleito da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, Jaime Marta Soares, e a cuja decisão a Lusa teve acesso, o tribunal considerou inexistente a comissão transitória por violar os estatutos do clube, conforme tem sido defendido por Marta Soares.

Ao mesmo tempo, determinou a suspensão da marcação da AG de 17 de junho, que tem como pontos da ordem de trabalho a aprovação do orçamento para 2018/19 e a validação os órgãos nomeados pela direção liderada por Bruno de Carvalho, e da AG eleitoral de 21 de julho, que visava a eleição da MAG e do Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD), cuja maioria dos elementos se demitiu.

O tribunal ordenou ainda a intimação dos requeridos, nomeadamente o Conselho Diretivo e os membros da comissão transitória da MAG - Elsa Tiago Judas, Bernardo Trindade Barros e Yassine Nadir Nobre -, a não levarem avante aquelas assembleias gerais, sob pena de incorrerem e crime desobediência qualificada, punível com pena até dois anos de prisão.

Noutro ponto, o tribunal ordenou às forças policiais que tomem diligências no sentido de impedirem a realização das assembleias, usando as medidas coercivas que entenderem necessárias.

Battaglia e Rúben Ribeiro apresentam pedido de rescisão

O avançado Rúben Ribeiro apresentou hoje o pedido de rescisão de contrato com o Sporting, alegando justa causa, tornando-se no sétimo futebolista do clube 'leonino' a fazê-lo, confirmou o presidente do clube.

Na sua página no Facebook, Bruno de Carvalho confirmou o pedido de rescisão, acrescentando que "as cartas até agora recebidas utilizaram todas a mesma minuta".

Rúben Ribeiro, de 30 anos, chegou ao Sporting em janeiro último, proveniente do Rio Ave, tendo então assinado um vínculo com os 'leões' até junho de 2020. Antes de chegar ao emblema 'verde e branco', o extremo passou por clubes como Leixões, Penafiel, Beira-Mar, Paços de Ferreira, Gil Vicente e Boavista.

De acordo com a imprensa portuguesa também Rodrigo Battaglia rescindiu contrato com o Sporting, sendo o oitavo jogador da fazê-lo. Segundo o jornal O Jogo, o médio argentino enviou a carta de rescisão esta quinta-feira revelando que, após reflexão e consultas psicológicas, "cheguei à conclusão de que me é impossível continuar com a relação de trabalho e voltar ao clube."

O pedido de rescisão de Battaglia junta-se ao de Rúben Ribeiro, Bas Dost, Gelson Martins, William Carvalho, Bruno Fernandes, Rui Patrício e Daniel Podence.

Estas rescisões surgem na sequência, entre outros casos, das agressões sofridas por vários elementos do plantel e da equipa técnica em 15 de maio, na Academia do Sporting, em Alcochete, por cerca de 40 pessoas encapuzadas.

Dos atacantes foram detidos 27, que ficaram em prisão preventiva.

(C/ agências)

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.