Escolha as suas informações

Senegalês Sadio Mané eleito melhor futebolista africano do ano
Desporto 08.01.2020 Do nosso arquivo online

Senegalês Sadio Mané eleito melhor futebolista africano do ano

Senegalês Sadio Mané eleito melhor futebolista africano do ano

Foto: dpa
Desporto 08.01.2020 Do nosso arquivo online

Senegalês Sadio Mané eleito melhor futebolista africano do ano

O senegalês Sadio Mané foi hoje eleito o melhor futebolista africano do ano, superando o egípico Mohamed Salah e o argelino Riyad Mahrez na corrida ao prémio atribuído pela Confederação Africana de Futebol (CAF), no Egito.

O avançado do Liverpool, de 27 anos, recebeu o galardão pela primeira vez na carreira, sucedendo precisamente aos dois opositores, Mohamed Salah, também jogador dos ‘reds’ e vencedor em 2017 e 2018, e Riyad Mahrez, atleta do Manchester City, que ergueu o troféu em 2016.

Sadio Mané conquistou 477 votos, com a Salah a ficar 325 e Mahrez com 267.

Em 2019, Mané ajudou o Liverpool a conquistar a Liga dos Campeões, a Supertaça Europeia e o Campeonato do Mundo de clubes, além de ter sido finalista da Taça das Confederações Africanas (CAN) com a seleção do Senegal.

“Estou muito feliz e orgulhoso por vencer este troféu. Gostaria de agradecer à minha família, em particular ao meu tio que está aqui presente, à minha seleção, ao meu selecionador e a todas as pessoas no Liverpool”, disse Mané, na cerimónia que decorreu em Hurghada, no Egito.

O internacional senegalês, que recentemente ficou no quarto lugar da Bola de Ouro, atrás de Lionel Messi, Virgil van Dijk e Cristiano Ronaldo, não se esqueceu de “todos os senegaleses” que sempre o apoiaram e recordou o percurso de carreira: “Comecei numa pequena vila no Senegal e cheguei tão longe.”

Sadio Mané, que tinha sido segundo classificado no prémio da CAF em 2017 e 2018, e terceiro em 2016, é o segundo senegalês a ser eleito melhor jogador africano, após El-Hadji Diouf ter sido galardoado em 2001 e 2002.

Já o marroquino Achraf Hakimi, que está emprestado pelo Real Madrid ao Borussia Dortmund, foi considerado o melhor jovem jogador africano, enquanto a nigeriana Asisat Oshoala, do FC Barcelona, foi eleita a melhor futebolista.

O troféu de melhor treinador foi entregue a Djamel Belmadi, que conduziu a Argélia à conquista da última edição da CAN.

Os prémios foram votados por selecionadores ou diretores técnicos e ‘capitães’ das seleções africanas que integram a CAF.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.