Escolha as suas informações

Sébastien Loeb vence segunda etapa no rali de Dakar
Desporto 03.01.2022
Dakar2022

Sébastien Loeb vence segunda etapa no rali de Dakar

Sebastien Loeb
Dakar2022

Sébastien Loeb vence segunda etapa no rali de Dakar

Sebastien Loeb
Foto: AFP
Desporto 03.01.2022
Dakar2022

Sébastien Loeb vence segunda etapa no rali de Dakar

Lusa
Lusa
Nas motas, Sam Sunderland assumiu a liderança, com 2.51 minutos de vantagem sobre o francês Adrien van Beveren.

O francês Sébastien Loeb (BRX) venceu hoje a segunda etapa da 44.ª edição do rali Dakar de todo-o-terreno, na qual o britânico Sam Sunderland (GasGas) chegou à liderança das motas e Rui Gonçalves (Sehrco) chegou a liderar.

Loeb concluiu os 338 quilómetros cronometrados da etapa nos automóveis com o tempo de 3:25.00 horas, deixando o qatari Nasser Al-Attiyah (Toyota) na segunda posição, a 3.28 minutos, e o saudita Yazeed Al-Rajhi (Toyota) em terceiro, a 8.41 minutos.

Al-Attiyah tem, agora, 11.55 minutos de vantagem sobre o antigo campeão mundial de ralis, que é segundo na classificação geral.

Nas motas, o dia começou com o português Rui Gonçalves ao ataque. O piloto transmontano chegou a ter 5.56 minutos de vantagem à passagem do primeiro controlo, ao quilómetro 40.

No terceiro controlo, tinha 35 segundos, acabando a etapa em 12.º lugar, a 13.48 minutos do vencedor, o espanhol Joan Barreda (Honda), que conquistou o 28.º triunfo em etapas na carreira, sendo o terceiro mais vitorioso, a cinco dos franceses Cyril Despres e Stéphane Peterhansel, que têm 33.

Sam Sunderland foi o segundo classificado, a 5.33 minutos de Barreda, seguido do argentino Kevin Benavides (KTM), a 5.54 minutos.

Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) foi o melhor português, ao fechar o dia na sexta posição, a 10.18 minutos do vencedor.

Com estes resultados, Sam Sunderland é o novo líder, com 2.51 minutos de vantagem sobre o francês Adrien van Beveren (Yamaha) e 3.29 minutos sobre o anterior comandante, o australiano Daniel Sanders (GasGas).

Pelo caminho ficou já o italiano Danilo Petrucci devido a problemas mecânicos na sua KTM ao quilómetro 115, tendo requisitado resgate aéreo à organização da prova devido à impossibilidade de reparar a avaria.

Sanders teve hoje um dia negativo, cedendo 24.58 minutos na etapa, que deveria ter sido a primeira parte de uma etapa maratona, mas que, devido à chuva, acabou por ser uma etapa tradicional, obrigando ao cancelamento da tirada do Dakar Classic.

Na terça-feira, disputa-se a terceira etapa da competição, em Al Qaysumah, com 255 quilómetros cronometrados.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas