Escolha as suas informações

Roland Garros. João Sousa arranca com Busta em busca do melhor registo de sempre
Desporto 2 min. 24.05.2019 Do nosso arquivo online

Roland Garros. João Sousa arranca com Busta em busca do melhor registo de sempre

Roland Garros. João Sousa arranca com Busta em busca do melhor registo de sempre

Foto: Reuters
Desporto 2 min. 24.05.2019 Do nosso arquivo online

Roland Garros. João Sousa arranca com Busta em busca do melhor registo de sempre

O minhoto, de 30 anos, não tem sido feliz em Roland Garros.

O tenista português João Sousa terá como primeiro adversário em Roland Garros o espanhol Pablo Carreño Busta, que procurará eliminar para tentar alcançar e superar a segunda ronda, o seu melhor registo no segundo ‘Grand Slam’ da temporada.

A solo em Paris, após o desaire de João Domingues na segunda ronda do ‘qualifying' e Pedro Sousa ter falhado o quadro principal por duas posições, o número um nacional e 70.º colocado do ‘ranking' mundial volta a Paris, depois de há um ano ter ficado pela estreia, ao perder ante o argentino Guido Pella.

O minhoto, de 30 anos, não tem sido feliz em Roland Garros – quatro vezes na segunda ronda como melhor – e também não passou a segunda ronda nos oito torneios do ano em terra batida, mas esteve bem nas duas últimas provas do ‘Grand Slam’, atingindo os ‘oitavos’ no US Open e a terceira ronda na Austrália.

Além das boas exibições nos dois ‘Majors’, João Sousa conta com a teórica vantagem de defrontar na estreia o amigo Pablo Carreño Busta, número 56 da hierarquia ATP, que não vence um encontro desde janeiro.

O espanhol, ex-‘top 10’ mundial e parceiro do jogador português em algumas provas de pares, contraiu uma lesão no ombro direito em fevereiro e só voltou à competição no ATP 500 de Barcelona, onde perdeu na primeira jornada, à semelhança do sucedido no Estoril Open e nos Masters 1.000 de Madrid e Roma.

Apesar de ter alcançado a terceira ronda há um ano e de ter chegado aos ‘quartos’ em 2017, Carreño Busta está em desvantagem no confronto direto com João Sousa (2-1), embora nunca se tenham defrontado no ‘pó de tijolo’.

Em caso de vitória, o vimaranense medirá forças na segunda ronda com o vencedor do duelo entre o australiano Alex de Minaur, 24.º colocado ATP, e o norte-americano Bradley Klahn (88.º ATP) para tentar superar o seu melhor resultado em Roland Garros, o torneio que distribui 42,5 milhões de euros em prémios monetários e vai decorrer entre 26 de maio e 09 de junho, em Paris.

A 90.ª edição do Major parisiense, além de atribuir 2,3 milhões de euros a cada um dos campeões de singulares, vai apresentar um renovado ‘court' Philippe Chatrier, que foi demolido em 80 por cento e reerguido nos últimos dez meses, com capacidade para 15 mil pessoas e um novo palco, o Simonne Mathieu, com 5.000 lugares.

Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O número um nacional e 70.º colocado do ‘ranking’ ATP foi surpreendido por Carreño Busta (57.º ATP), que não vencia um encontro desde janeiro, mas na terra batida do ‘major’ parisiense carimbou a passagem à segunda ronda, por 6-3, 6-1 e 6-2, em uma hora e 42 minutos.
O tenista português João Sousa, 68.º do 'ranking' mundial, apurou-se no sábado pela primeira vez para uns oitavos de final de um 'Grand Slam', ao vencer o francês Lucas Pouille, 17.º do mundo, no US Open.
NEW YORK, NY - SEPTEMBER 01: Joao Sousa of Portugal celebrates during the men's singles third round match against Lucas Pouille of France on Day Six of the 2018 US Open at the USTA Billie Jean King National Tennis Center on September 1, 2018 in the Flushing neighborhood of the Queens borough of New York City.   Sarah Stier/Getty Images/AFP
== FOR NEWSPAPERS, INTERNET, TELCOS & TELEVISION USE ONLY ==
O tenista português Gastão Elias foi hoje eliminado na primeira ronda do torneio francês de Roland Garros, ao perder com o britânico Kyle Edmund, em três ‘sets’.
O tenista português João Sousa foi eliminado este sábado na terceira ronda do Open dos Estados Unidos, quarto torneio do ‘Grand Slam’ da temporada, ao perder com o búlgaro Grigor Dimitrov, 22° cabeça de série.
Ainda não foi desta que o tenista luso chegou à terceira eliminatória do US Open