Escolha as suas informações

Queixa de violação contra Cristiano Ronaldo mantém-se

Queixa de violação contra Cristiano Ronaldo mantém-se

Foto: AFP
Desporto 2 min. 06.06.2019

Queixa de violação contra Cristiano Ronaldo mantém-se

Agência de notícias Bloomberg avançou na quarta-feira que a norte-americana Kathryn Mayorga teria retirada a queixa mas advogada explica que foi apenas alterada para um outro tribunal.

A queixa de violação apresentada por Kathryn Mayorga contra o futebolista português Cristiano Ronaldo nos Estados Unidos mantém-se, disse uma das advogadas da queixosa à AFP, após a agência Bloomberg ter avançado ontem que a norte-americana teria retirado a queixa em setembro de 2018. 

"As acusações não foram retiradas. Apenas retirámos a nossa queixa ao nível do Estado (do Nevada), porque apresentámos uma idêntica perante um tribunal federal", confirmou Larissa Drohobyczer, que representa a queixosa, a norte-americana Kathryn Mayorga.

A Bloomberg noticiou na quarta-feira que a queixa contra o futebolista da Juventus teria sido retirada, em pedido apresentado no mês passado no tribunal estadual do Nevada em Las Vegas, mas não referia se a mulher que acusa Ronaldo de violação chegou ou não a acordo com o futebolista português.

Em setembro do ano passado, Kathryn Mayorga, de 34 anos, apresentou uma queixa contra Cristiano Ronaldo por um crime que teria sido cometido em 2009, num quarto de hotel em Las Vegas. O caso da alegada violação foi relatado por Kathryn Mayorga à revista alemã Der Spiegel. Mayorga explicou que recebeu 375 mil dólares para ficar em silêncio, mas tinha resolvido romper o acordo e apresentar queixa.

Desta forma, o caso foi reaberto depois de a mulher ter apresentado novas informações sobre a alegada violação, colaborando com as autoridades na investigação. No estado norte-americano do Nevada, os crimes sexuais não prescrevem desde que tenham sido devidamente reportados às autoridades.

A defesa de Cristiano Ronaldo sempre disse que o que se passou entre o futebolista e Mayorga foi por mútuo consentimento, desmentindo sempre as acusações

Recentemente um outro jogador internacional viu-se envolvido num caso semelhante: Neymar. O brasileiro está a ser acusado de violação por uma mulher de 26 anos. O caso terá alegadamente acontecido em Paris. Neymar já veio a público negar as acusações, diz que tudo não passa de uma "armadilha" e que "está a ser vítima de extorsão". 

Ao mesmo tempo, o jogador tentou provar a sua inocência, mas acabou envolvido numa investigação judicial paralela ao caso. Está, assim, a ser investigado por ter divulgado na internet imagens íntimas da mulher que o acusa do crime. 

Contacto/Lusa


Notícias relacionadas

Marcelo defende Cristiano Ronaldo
“Eu não mudo de ideias quanto ao papel desportivo e nacional que alguém que hoje está envolvido na justiça teve na vida do nosso país. Isso existe e é uma realidade”, afirmou o chefe de Estado referindo-se às queixas de uma norte-americana de que teria sido violada, em 2009, por Cristiano Ronaldo.