Escolha as suas informações

Quatro arguidos em investigação ao Benfica sobre branqueamento de capitais e fraude fiscal
Desporto 06.06.2018 Do nosso arquivo online

Quatro arguidos em investigação ao Benfica sobre branqueamento de capitais e fraude fiscal

Quatro arguidos em investigação ao Benfica sobre branqueamento de capitais e fraude fiscal

Desporto 06.06.2018 Do nosso arquivo online

Quatro arguidos em investigação ao Benfica sobre branqueamento de capitais e fraude fiscal

Uma investigação a crimes de branqueamento de capitais e fraude fiscal ao Benfica levou à constituição de quatro arguidos, disse hoje à agência Lusa fonte policial.

Contactada pela Lusa, fonte do Ministério Público confirmou “a realização de buscas [na terça-feira] no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público do DIAP (Departamento de Investigação e Ação Penal) de Lisboa”.

“Neste inquérito investigam-se factos suscetíveis de integrar a prática de crimes de branqueamento de capitais, tendo como ilícito precedente o crime de fraude fiscal”, acrescentou a mesma fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR).

O caso está a ser investigado pela secção de branqueamento de capitais da Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ.

O Jornal de Notícias escreve na sua edição de hoje que a investigação procura “esclarecer se os montantes faturados por várias empresas ao Benfica tinham na sua base efetivas prestações de serviços ou se foram apenas uma forma de justificar a saída de alguns milhões de euros das contas dos encarnados”.

Contactada pela Lusa, fonte oficial do Benfica remeteu esclarecimentos para um comunicado a emitir em breve.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas