Escolha as suas informações

Mundial. FIFA ameaça e seleções deixam de usar braçadeira "One Love"
Desporto 21.11.2022
Qatar

Mundial. FIFA ameaça e seleções deixam de usar braçadeira "One Love"

Qatar

Mundial. FIFA ameaça e seleções deixam de usar braçadeira "One Love"

Foto: Sebastian Gollnow/dpa
Desporto 21.11.2022
Qatar

Mundial. FIFA ameaça e seleções deixam de usar braçadeira "One Love"

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Os capitães das seleções podem sofrer um cartão amarelo em campo se usarem a braçadeira "One Love", que apela à inclusão e tem as cores da comunidade LGBTQ+.

Sete equipas ameaçadas com sanções pela FIFA decidiram esta segunda-feira não usar a colorida braçadeira "One Love", um símbolo de inclusão e dos movimentos LGBTQ+ no Campeonato do Mundo no Qatar. 

"A FIFA deixou muito claro que vai impor sanções desportivas se os nossos capitães usarem as braçadeiras em campo", lê-se na nota conjunta das seleções de Inglaterra, País de Gales, Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Países Baixos e Suíça. No caso, os capitães que envergassem as braçadeiras "One Love" com as cores da comunidade LGBTQ+ poderiam ver cartão amarelo em campo. 

França já tinha anunciado, através do capitão Hugo Lloris, que não iria usar a braçadeira. 


12 anos de polémicas até ao Mundial do Qatar 2022
Estas são as polémicas que envolveram o país anfitrião mais inesperado que a competição já teve.

Apesar de estarem dispostas a pagar multas, as seleções admitem que não podem colocar os nossos jogadores "numa posição em que possam enfrentar sanções desportivas. Pedimos aos capitães que não tentem usar as braçadeiras nos jogos do Mundial", escreveram. 


Imagens da cerimónia de abertura do Mundial2022 no Qatar.
Fotogaleria. A grande surpresa da cerimónia de abertura do Qatar
Nem Shakira, nem Dua Lipa, nem um artista famoso atuou na abertura deste mundial. O protagonista surpresa foi um ator norte-americano. Veja as imagens.

O comunicado menciona ainda a "frustração" com a inflexibilidade da FIFA. "Estamos muito frustrados com a decisão, que acreditamos ser sem precedentes - escrevemos ao organismo em setembro a informar sobre o nosso desejo de usar a braçadeira One Love para apoiar ativamente a inclusão no futebol, e não tivemos resposta".

No sábado passado, a FIFA apresentou as suas próprias braçadeiras para os capitães, com mensagens mais generalistas como "Salve o planeta", "Educação para todos" ou "Não à discriminação".  

Desde a confirmação de que o Qatar seria o anfitrião do Mundial 2022, o emirado tornou-se alvo de várias críticas no que diz respeito às leis repressivas em relação às mulheres, pessoas da comunidade LGBTQ+ ou a morte e abuso dos trabalhadores migrantes que contribuíram para as construções dos estádios. 

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Com o Campeonato do Mundo de Futebol, no Qatar, à porta, fique a conhecer todas as novidades da competição e do primeiro país do Médio Oriente a acolhê-la.