Escolha as suas informações

Projecto apresentado este domingo: Samba Seven e ALSS juntam-se e criam novo clube de futsal
O logo do novo clube que resultou da fusão do Samba Seven e da ALSS

Projecto apresentado este domingo: Samba Seven e ALSS juntam-se e criam novo clube de futsal

Foto: Samba 7 ALSS
O logo do novo clube que resultou da fusão do Samba Seven e da ALSS
Desporto 25.09.2016

Projecto apresentado este domingo: Samba Seven e ALSS juntam-se e criam novo clube de futsal

Samba Seven e ALSS juntam-se e criam novo clube de futsal cuja denominação passa a ser Samba 7 ALSS Futsal. O projecto foi apresentado este domingo pelos novos dirigentes em Niederkorn.

Samba Seven e ALSS juntam-se e criam novo clube de futsal cuja denominação passa a ser Samba 7 ALSS Futsal. O projecto foi apresentado este domingo pelos novos  dirigentes em Niederkorn.

A fusão já estava a ser equacionada pelos dirigentes de ambos os emblemas há cerca de dois meses, mas a junção dos dois clubes apenas se concluiu nas duas últimas semanas após várias e longas reuniões para se acertarem os derradeiros pormenores.

Luís Ramos, que já exercia o cargo de presidente do Samba Seven, foi o eleito para presidir ao novo clube que vai também reunir jogadores de dos dois lados. O dirigente mostrou-se bastante satisfeito "pela junção de esforços", garantindo que o clube "vai ficar mais forte" e que se vai bater "por todos os títulos em disputa na primeira divisão" já na próxima época que vai arrancar em Outubro.

"O nosso projecto é ambicioso e tem tudo para dar certo", disse Luís Ramos na conferência de imprensa de apresentação do novo clube onde e também do novo logo, prometendo revelar em breve mais pormenores sobre a estrutura e funcionamento do clube. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Após dez anos de sucessos: José Gonçalves: “Saio triste mas de consciência tranquila”
Depois de uma década ao leme do Kayl/Tétange, que levou das divisões mais baixas à Liga BGL, José Gonçalves vive os últimos dias como presidente do clube do coração. Estava disposto a continuar por mais dois anos, mas diz que não reconheceram o seu trabalho. Apesar de convidado para integrar os quadros da FLF e outros clubes da elite, ainda não tomou uma decisão, mas garante que fica no futebol.