Escolha as suas informações

Portugueses festejaram no Grão-Ducado: "Falhámos 2004, queremos o caneco em 2016"
Desporto 15 3 min. 07.07.2016 Do nosso arquivo online

Portugueses festejaram no Grão-Ducado: "Falhámos 2004, queremos o caneco em 2016"

Desporto 15 3 min. 07.07.2016 Do nosso arquivo online

Portugueses festejaram no Grão-Ducado: "Falhámos 2004, queremos o caneco em 2016"

Milhares de portugueses saíram à rua esta quarta-feira para festejar a vitória de Portugal frente ao País de Gales e a consequente presença na final do Euro2016, no próximo domingo.

Doze anos depois, Portugal está na final de um Campeonato Europeu de futebol. A selecção das ‘quinas’ derrotou esta quarta-feira à noite a congénere do País de Gales (2-0) e vai, pela segunda vez na sua história, disputar a final da mais importante competição de selecções da Europa.

Milhares de portugueses saíram à rua esta quarta-feira à noite para festejar a vitória lusa e a consequente presença na final do Euro2016, no próximo domingo.

Os adeptos no Grão-Ducado aproveitaram a euforia para fazer um pedido especial ao seleccionador Fernando Santos e à equipa lusa. “Falhámos em 2004! Por favor, queremos o caneco em 2016! Temos todas as condições para ganhar”, disse, ao CONTACTO, Pedro Miguel, um dos milhares de portugueses que assistiu ao jogo em ecrã gigante na Place Guillaume II, no coração da capital luxemburguesa.

A ‘praça dos leões’, como é conhecida pelos portugueses, assistiu à primeira explosão de alegria quando Cristiano Ronaldo (50”) e, de seguida, Nani (53”) marcaram os golos do triunfo português.

“Em 2004, a Grécia estragou a nossa festa. Agora temos oportunidade de fazer história. França ou Alemanha? Prefiro defrontar os alemães, mas quem vier morre”, frisou Gil Fileno, um adepto luso.

Mal terminou a partida, a festa deslocalizou-se para o "palco preferido dos portugueses": As ruas do bairro da gare rapidamente se transformaram numa maré “verde e vermelha”. Centenas de automóveis e motas entupiram as principais artérias e largas centenas de portugueses prometiam "noite branca" na capital do país.

Engenhos pirotécnicos, foguetes, bandeiras, cachecóis, coreografias improvisadas e os habituais cânticos de apoio à selecção deram largas à emoção dos adeptos. Alguns, mesmo confrontados com a realidade, ainda nem acreditavam que Portugal está na final do Euro2016.

"O Luxemburgo vem abaixo"

"O engenheiro disse que só ia para casa dia 11 de Julho e não é que vai mesmo. O homem tinha razão. Espero que vá mas que levem a vitória final", almejou Luís Brás.

"Seria histórico vencermos. Já merecemos sentir e saber também o que é ser campeões. Acho que se domingo ganharmos, o Luxemburgo vem abaixo. É feriado na segunda-feira", afirmou Maria Silva.

"Acho que o Luxemburgo vai parar no domingo", antevê a amiga Deolinda Sousa.

Na gare do Luxemburgo, e sob o olhar atento da polícia luxemburguesa, que foi obrigada a cortar alguns acessos à Avenue de la Liberté, cantou-se "A Portuguesa". Os corpos suados, movidos a cerveja, e as gargantas roucas de tanto puxar pela equipa são o espelho da garra e raça lusas.

"Estamos habituados a sofrer. E, na final, prefiro cair às mãos dos alemães do que dos franceses. Espero que amanhã (esta quinta-feira) a Alemanha dê uma tareia à França. Esses gauleses ainda vão engolir tudo o que disseram sobre a selecção de Portugal", afirmou Gonçalo Rocha.

Optimismo para a final

"Esta foi a melhor resposta que poderíamos ter dados aos jornalistas e comentadores franceses, que nos trataram abaixo de cão. Eles não estavam era à espera que Portugal fosse tão longe. Estão danados por nos verem chegar à final", criticava Maria Silva, sob o olhar afirmativo da amiga Deolinda Sousa.

A anfitriã França e a Alemanha, as outras duas semi-finalistas, medem forças esta quinta-feira e vão discutir a vaga que resta na final do Euro2016. Qualquer um dos dois "tubarões" do futebol europeu e mundial "não será adversário fácil para Portugal".

"Sinceramente, acho que a final é nossa. Vamos ganhar. E espero que seja uma final contra a Alemanha. De qualquer maneira, se perdermos, já foi bom chegar até aqui. Muitos não acreditavam que poderíamos chegar até esta fase da competição", rematou o português Carlos Veneno.

A final do Euro2016 está marcada para o próximo domingo no Stade de France, em Saint-Denis, pelas 21h00 locais, e colocará frente-a-frente Portugal e o vencedor do embate entre a França e a detentora do título mundial Alemanha, que se defrontam esta quinta-feira.  

Paulo Dâmaso

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Euro2016: Adeptos portugueses no Luxemburgo com emoções ao rubro
Os adeptos portugueses que esta noite acompanharam o jogo entre Portugal e a Hungria (3-3), na Place Guillaume II, na cidade do Luxemburgo, explodiram de alegria mal terminou o encontro que ditou a qualificação da selecção das ‘quinas’ para os oitavos-de-final do Euro2016, onde irá defrontar a Croácia.