Escolha as suas informações

O sonho realizou-se e Dany Mota estreia-se com dois golos ao serviço da seleção portuguesa
Desporto 06.09.2019

O sonho realizou-se e Dany Mota estreia-se com dois golos ao serviço da seleção portuguesa

Dany Mota (n° 11) celebra um dos seus golos contra Gibraltar.

O sonho realizou-se e Dany Mota estreia-se com dois golos ao serviço da seleção portuguesa

Dany Mota (n° 11) celebra um dos seus golos contra Gibraltar.
Foto: LUSA
Desporto 06.09.2019

O sonho realizou-se e Dany Mota estreia-se com dois golos ao serviço da seleção portuguesa

O avançado nascido no Luxemburgo foi o homem do jogo na vitória lusa contra Gibraltar por 4-0. Apontou dois golos, faz uma assistência para João Queirós marcar e teve ainda uma bola na trave além de ter falhado uma grande penalidade.

Dany Mota teve uma estreia em cheio ao serviço da equipa lusa de sub-21 no primeiro jogo da fase de qualificação para o Europeu Sub-21, que se disputa na Hungria/Eslovénia, em 2021. A realização do sonho de criança vai ficar marcada para sempre na memória do avançado da equipa de sub-23 da Juventus que impressionou na sua primeira internacionalização com a camisola das 'quinas'.

Dany Mota (ao centro) estreou-se pela seleção portuguesa de sub-21 com dois golos.
Dany Mota (ao centro) estreou-se pela seleção portuguesa de sub-21 com dois golos.
Foto: Facebook

Trincão, com uma bomba aos oito minutos, abriu o marcador, tendo Dany Mota marcado o segundo golo de cabeça, aos 13 minutos, colocando a seleção lusa a vencer por 2-0, resultado que poderia ter aumentado se Dany não tivesse desperdiçado uma grande penalidade rematando ao lado.

Na etapa complementar, Portugal manteve a pressão intensa e voltou aos golos. Dany Mota redimiu-se do penalti desperdiçado e bisou no jogo aos 60 minutos, com um desvio a cruzamento em profundidade de Trincão. 

Bola ao centro e novo golo, mais uma vez com Trincão na jogada. Bomba fora da área, Hankins defendeu para a frente, Dany Mota recuperou e serviu Diogo Queirós para o quarto da noite, fixando o resultado, sem esquecer que o avançado que nasceu para o futebol no Grão-Ducado poderia ter inscrito um 'hat-trick' com um remate à trave nos instantes finais da partida.

Portugal alcançou o seu objetivo, com 28 remates contra nenhum do adversário, e parte agora para a Bielorrússia para voltar a jogar já na próxima terça-feira.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas