Escolha as suas informações

No circuito de Motegi: Tiago Monteiro venceu segunda corrida do WTCC no Japão
Desporto 13.09.2015

No circuito de Motegi: Tiago Monteiro venceu segunda corrida do WTCC no Japão

O piloto português voltou às vitórias no Japão

No circuito de Motegi: Tiago Monteiro venceu segunda corrida do WTCC no Japão

O piloto português voltou às vitórias no Japão
Foto: Á. Cruz
Desporto 13.09.2015

No circuito de Motegi: Tiago Monteiro venceu segunda corrida do WTCC no Japão

O português Tiago Monteiro (em Honda Civic) venceu no sábado a segunda corrida da etapa do Japão do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC), depois da primeira ter sido ganha pelo argentino José Maria Lopez (citroen).

O português Tiago Monteiro (em Honda Civic) venceu hoje a segunda corrida da etapa do Japão do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC), depois da primeira ter sido ganha pelo argentino José Maria Lopez (citroen).

Tiago Monteiro partiu do terceiro lugar da grelha para a segunda corrida do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo (WTCC,) no Japão, ao obter o oitavo melhor tempo na qualificação no sábado.

"Estou tão feliz, tenho tantas pessoas a agradecer na Honda", disse Tiago Monteiro após a vitória na segunda corrida, acrescentando que na anterior teve "uma contrariedade, mas o carro foi muito competitivo". "Estou muito feliz", reforçou ainda.

A participação de Tiago Monteiro no circuito de Motegi ficou condicionada pela necessidade de a equipa mudar o motor do carro, que estava partido, o que, por força dos regulamentos da competição, obrigou o piloto português a arrancar no domingo do último lugar para a primeira corrida.

“Vinha focado em dois bons resultados e de repente fica a primeira corrida comprometida. Fiquei desiludido na altura, mas de imediato comecei a pensar em minimizar os estragos. E a estratégia adotada seria a única alternativa”, explicou no sábado.

Tiago Monteiro passou a concentrar a atenção na ‘pole position’ para a segunda corrida, também no domingo, mas para isso teria de obter o 10° melhor registo da qualificação, o que, graças ao sistema de inversão das classificações, lhe permitira arrancar da frente do pelotão.


Notícias relacionadas